Tentativa do Golpe do Hospital é investigada em Ipatinga

Quem tem familiares hospitalizados deve ficar atento com a ação de criminosos que tentam extorquir dinheiro com venda de medicamentos

Wôlmer Ezequiel


Objetivo de bandidos é tirar dinheiro de familiares alegando que plano de saúde não cobre medicamentos necessários ao paciente

Dois casos de tentativa de estelionato foram registrados pela Polícia Militar dentro do Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga. Dois pacientes foram alvo de um golpista que tentou arrancar dinheiro das famílias se passando por médico e oferecendo medicação por fora do plano de saúde. Os dois casos ocorreram no dia 19 e ainda são investigados.

A vigilância patrimonial do hospital conseguiu interceptar a situação que ocorrera com dois pacientes internados no terceiro andar do Márcio Cunha. Uma das vítimas informou que recebeu uma ligação no ramal interno do quarto. Do outro lado da linha um homem que se identificou como “Dr. Paulo” e demonstrou conhecer o prontuário médico do paciente, ofereceu medicamentos totalizando R$ 2.970.

Conforme o contato, o plano de saúde reembolsaria 60% do valor. Para isso, o pagamento deveria ser feito imediatamente. O paciente desconfiou dessa situação desde o começo e gravou a conversa do golpista, inclusive, conseguiu anotar dois números de celular, ambos com prefixo 31.

Em seguida o homem acionou a vigilância e a direção do hospital para informar o ocorrido. O responsável acionado informou à vítima que não é conduta do hospital fazer aquela proposta de medicamentos “por fora”, já alertando a F.C. que ele era alvo de um golpe.

Aos policiais militares foram repassados, ainda, os dados que o golpista enviou ao paciente F.C. por meio de uma mensagem no Whatsapp informando sobre uma conta bancária para fazer o depósito. Os dados são de uma agência bancária situada em Antônio João, município no estado do Mato Grosso.

Outra vítima escapou

Outra vítima que também não caiu na lábia dos golpistas foi uma mulher, acompanhante do irmão internado. Ela recebeu uma ligação telefônica no ramal do quarto feita pelo golpista que se passou pelo médico “Dr. Paulo”. Ele queria um celular para manter contato com ela, pois estava revisando os exames do paciente. A mulher acreditou e informou o número.

Pouco tempo depois, o golpista ligou oferecendo três injeções que, segundo ele, ajudaria no tratamento. A irmã do paciente desconfiou de algo errado e procurou uma pessoa no hospital. A funcionária orientou para a mulher não atender a mais nenhuma ligação de pessoas estranhas. O caso foi registrado pela PM e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Golpe é antigo

Em todo o país, há vários registros de golpes praticados dentro de hospitais, tanto em público ou privado, quando o golpista se aproveita da fragilidade das pessoas no momento em que estão doentes ou acompanhando um ente querido hospitalizado. A maioria das quadrilhas é de outras cidades ou estados diferentes da localização do hospital alvo do crime.

A orientação das autoridades é para a pessoa, ao receber uma ligação com oferta de tratamento ou medicação a preço convidativo, mantenha a calma e avise que vai conversar pessoalmente com o médico responsável pelo tratamento do paciente. Se possível, anote o telefone do golpista informando imediatamente a direção do hospital.


Lista dos golpes mais frequentes no Vale do Aço:
Vítima de Timóteo perde R$ 35 mil em golpe na internet
Casal é vítima de golpe em negociação de carro usado
Golpe da venda de carro lesa jovem em R$ 6,5 mil
Golpe do carro na OLX provoca prejuízo de R$ 75 mil em Timóteo
Idosa cai no golpe do sequestro e perde R$ 15 mil
Golpe do falso sequestro dá prejuízo de R$ 300 mil a casal
Idosa é vítima de golpista virtual e perde R$ 189 mil
Idosa em Timóteo perde mais de R$ 4.500 em golpe
Golpe pelo telefone causa prejuízo de R$ 5 mil em Timóteo
''Golpe do sequestro'' provoca prejuízo de R$ 1,5 mil a idosos em Ipaba
Lotérica de Mesquita leva golpe de R$ 51 mil
Polícia Civil alerta para nova modalidade de golpe no Vale do Aço
Vítimas caem no golpe do sequestro, em Timóteo
Novo golpe via OLX dá prejuízo a proprietário de XRE 300
Casal de idosos tem prejuízo em golpe do carro estragado na estrada
Golpistas inovam e fazem vítimas no Vale do Aço
Golpe do Motoboy faz duas vítimas em Santana do Paraíso
Polícia procura autores do ''Golpe da tinta'' no Vale do Aço
Mulher é vítima de golpe de notas falsas e perde celular, em Santana do Paraíso
Golpe OLX provoca prejuízo de R$ 13.600 em Fabriciano
Golpe do Motoboy volta a ser registrado no Vale do Aço
Homem perde R$ 12 mil no golpe do Whastapp clonado
Pirâmides financeiras lideram golpes envolvendo investimentos
Bandidos do Golpe do Motoboy continuam a agir no Vale do Aço
Golpe no OLX causa prejuízo de quase R$ 30 mil em Ipatinga
Prejuízo de R$ 9,5 mil em mais uma vítima do golpe no OLX no Vale do Aço

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Natal 22 de Fevereiro, 2020 | 18:31
....sr.jaime , está mais do que certo. Como saber do paciente e seu prontuário sem conhecer a rotina de um hospital. Agora é saber quem é essa pessoa , privilegiada de informações....se chegou aqui é porque alguém sabe do sistema.... vamos ficar atento....
Jaime 22 de Fevereiro, 2020 | 11:04
Algo esta errado algum funcionario que trabalha no hospital pode estar passando estas informacoes para os bandidos como eles tiveram acesso ao prontuario do paciente?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO