Homem perde R$ 12 mil no golpe do Whastapp clonado

Vítima, de Timóteo, fez vários depósitos bancários pensando que estava ajudando a um amigo de trabalho

Arquivo


Os golpistas conseguem clonar um número de usuário do WhatsApp e enganam os amigos desta pessoa
Atualizado às 15h29 18/11
As clonagens de contas do WhatApp continuam a provocar prejuízos para seus usuários ou pessoas conhecidas dos proprietários dos números fraudados. Em Timóteo, a Polícia Militar registrou mais um golpe em que a vítima perdeu R$ 12 mil ao fazer depósitos em contas bancárias pensando que ajudava um amigo de trabalho. O homem de 45 anos, morador do bairro Serenata, informou à PM que por volta das 10h30 de domingo (17) recebeu uma mensagem no aplicativo do WhastApp enviada por um amigo de trabalho. O “amigo” disse que precisava fazer transferências de valores para algumas contas, mas não conseguia completar a operação devido a problemas no seu aplicativo do banco.

Acreditando que era realmente o amigo de trabalho, a vítima fez seis transferências/depósitos para contas de pessoas diferentes e bancos igualmente diferentes, totalizando R$ 12 mil. A pessoa enganada só descobriu que era um golpe quando viu a mensagem no grupo do trabalho dela, no Whatsapp, alertando os integrantes que o amigo dele estava com o aplicativo clonado.

Assim que o homem tomou conhecimento, que tinha caído em um golpe, procurou o banco na tentativa de estornar as transferências realizadas e procurou a Polícia Militar para registrar o ocorrido. O caso foi registrado e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

Na quinta-feira, o Diário do Aço noticiou que duas irmãs, de Ipatinga também foram vítimas de um golpe que usou como base o WhatsApp.

No dia 29 de outubro, um artigo de autoria da advogada Leticia Marques alertou aos leitores do jornal a respeito do tema: O Golpe do WhatsApp e o roubo da conta no aplicativo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO