Clonagem de whastapp auxilia em golpe de R$ 22 mil

Duas mulheres irmãs foram vítimas de estelionatários em Ipatinga e procuraram a polícia para denunciar

Imagem ilustrativa


O golpe teria se iniciado com uma clonagem do aplicativo WhastApp

Um golpe por meio de clonagem do aplicativo WhatsApp possibilitou que criminosos lesassem duas irmãs, uma de 33 e outra de 34 anos, em mais de R$ 22 mil. O golpe foi descoberto em Ipatinga assim que uma das vítimas foi pagar uma compra com cartão e descobriu que a conta bancária estava praticamente zerada.

J.L. procurou a Polícia Militar para relatar que seu WhastApp ficou inoperante de uma hora para outra e não conseguia usá-lo. Os autores aproveitaram esta situação conseguindo, de forma ainda não devidamente apurada pela policia, ter acesso ao aplicativo do Banco do Brasil e por ele realizou transferências, pagamentos de boletos e compras na internet da conta da irmã dela.

A vítima só descobriu que os criminosos estavam usando a conta bancária da vítima ao realizar uma compra e ao pagá-la com cartão foi informada que não tinha mais saldo em conta. Ela alega ainda que os golpistas usaram um computador para fazer as transações. O total do prejuízo foi de R$ 22.125, situação repassada para a Polícia Civil investigar.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO