Golpistas inovam e fazem vítimas no Vale do Aço

Estelionatários estão ligando para correntistas e se passando por funcionários para buscar cartões bancários nas casas

Marcos Santos/USP Imagens


Os cartões são levados pelos golpistas após ludibriarem as vítimas

Uma nova modalidade de estelionato praticada no Vale do Aço vem provocando prejuízo para correntistas bancários na região. Os criminosos estão se passando por funcionários de um banco e estão pegando os cartões das vítimas depois de conseguir ludibriá-las pelo telefone. Somente na terça-feira (27), como apurou o Diário do Aço, quatro pessoas foram lesadas na região no golpe chamado em outros estados do país como o "golpe do motoboy".

Em todos os casos, a situação descrita pelas vítimas é a mesma: uma pessoa telefona para a casa do correntista e alega que estão tentando fazer compras ou saques da conta dele. Este é o primeiro passo para se ganhar a confiança da pessoa a ser lesada pelos golpistas. Em seguida, começa o teatro até conseguir a senha e os cartões bancários da vítima. As vítimas foram clientes da Caixa Econômica Federal, mas pessoas de outros bancos também caíram no golpe.

O primeiro dos três casos em Ipatinga foi registrado na rua Maringá, no bairro Veneza II. A vítima foi um aposentado de 81 anos que recebeu uma ligação no telefone fixo de casa por volta das 13h. Uma mulher informou ao idoso que estavam tentando fazer uma compra na conta dele no valor R$ 1,9 mil em Belo Horizonte e era pra ele ligar para o banco no 0800 que consta atrás do cartão do banco.

A vítima telefonou, ou acha que conseguiu falar no número de atendimento do banco, onde uma pessoa se passou por funcionário. Possivelmente, a linha telefônica do aposentado ficou bloqueada pela primeira ligação e a vítima achou que havia ligado para o setor bancário para fazer o cancelamento do cartão da conta.

A falsa funcionária conseguiu que a vítima informasse a senha do cartão e disse para o idoso que um homem iria pegar na casa dele este cartão para ser periciado. Em pouco tempo, chegou o golpista que se diz ser policial civil e identificou-se como “Lorenzo Gabriel dos Santos Américo”.

O criminoso cortou o cartão do banco, mas apenas onde estava a bandeira (símbolo) da operadora de crédito responsável, para parecer que havia destruído o objeto. A encenação é tanta que o golpista pediu a vítima para preencher um formulário autorizando levar o cartão.

O golpe só foi descoberto com a chegada das filhas do aposentado, que ao ficar sabendo da situação, resolveram tirar um extrato da conta na internet e descobriram que foi feito um saque de R$ 1,5 mil e ainda duas compras no valor de quase R$ 7 mil no total. A PM foi acionada e orientou a vítima a cancelar o mais rápido possível o cartão.

Aposentada também enganada
Uma aposentada de 78 anos também foi vítima, moradora da rua Campinas, no bairro Veneza I. Os marginais ludibriaram a idosa da mesma maneira, só que ela teve dois cartões levados pelos marginais, um de conta-poupança e outro da conta-corrente. Ela ainda foi orientada a fazer uma carta para ser entregue com os cartões informando que não teria feito qualquer compra anterior com eles.

O tal “Lorenzo” em poucos minutos apareceu e recolheu a carta com os cartões bancários. Ele estava com um capacete nos braços e usava uma camisa de malha azul com uma logo parecida da Caixa Econômica Federal. Somente horas depois é que a vítima se deu conta que poderia ter sido enganada e acionou a PM realizando o bloqueio da conta. Neste caso, a idosa não havia detectado se ela foi lesada pelos golpistas até o fechamento da ocorrência.

Outro homem enganado
O terceiro golpe em Ipatinga ocorreu na rua Vitória-régia, no bairro Esperança, conforme informou a PM. A vítima foi um homem de 44 anos que procurou a Polícia Militar para relatar a mesma situação das outras vítimas. O homem foi informado pela falsa atendente, ao ligar para ele, que pessoas estavam comprando com seus cartões.

Orientado, ele diz que ligou no 0800 dos cartões e a atendente acabou pegando dele as senhas dos quatro cartões. Em seguida, apareceu na casa dele um falso funcionário do banco para recolher os cartões e ainda a carta escrita pela vítima. Desta vez o marginal se identificou como “Igor Nikolas Peter” e iria levar os objetos para periciá-los. Horas depois, foram sacados R$ 2 mil da poupança e R$ 1,6 mil da conta-corrente da vítima.

Idoso em Fabriciano também foi vítima
Em Coronel Fabriciano, a vítima foi um aposentado de 70 anos morador da rua Manaus, no bairro Amaro Lanari. Os golpistas agiram da mesma maneira, levando deste idoso um cartão da poupança e outro da conta-corrente da Caixa Econômica Federal. Quem iria buscar os cartões seria um mototaxista, jovem que apareceu na casa desta vítima com um capacete no braço.

Contudo o capacete no braço era para enganar a vítima e a polícia, pois os PMs conseguiram ver as imagens de uma câmera de segurança nas proximidades. O marginal embarcou em um carro. Os policiais continuam os trabalhos para identificar e prender os autores dos golpes que já fizeram outras vítimas dias atrás. Qualquer ato suspeito de pessoas se passando por funcionários de banco se deve entrar em contato com a Polícia Militar no telefone 190.

Lista dos golpes mais frequentes no Vale do Aço:
Vítima de Timóteo perde R$ 35 mil em golpe na internet
Casal é vítima de golpe em negociação de carro usado
Golpe da venda de carro lesa jovem em R$ 6,5 mil
Golpe do carro na OLX provoca prejuízo de R$ 75 mil em Timóteo
Idosa cai no golpe do sequestro e perde R$ 15 mil
Golpe do falso sequestro dá prejuízo de R$ 300 mil a casal
Idosa é vítima de golpista virtual e perde R$ 189 mil
Idosa em Timóteo perde mais de R$ 4.500 em golpe
Golpe pelo telefone causa prejuízo de R$ 5 mil em Timóteo
''Golpe do sequestro'' provoca prejuízo de R$ 1,5 mil a idosos em Ipaba
Lotérica de Mesquita leva golpe de R$ 51 mil
Polícia Civil alerta para nova modalidade de golpe no Vale do Aço
Vítimas caem no golpe do sequestro, em Timóteo
Novo golpe via OLX dá prejuízo a proprietário de XRE 300
Casal de idosos tem prejuízo em golpe do carro estragado na estrada

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Francielly 29 de Agosto, 2019 | 22:54
Tentaram fazer isso com meu pai esses dias, mas como meu pai é zuador kkkk n caiu nessa kkk
Sisi 28 de Agosto, 2019 | 20:04
Aconteceu com o meu pai, um idoso de 62 anos ano passado. Ele parecia que estava hipnotizado
Ze de Minas 28 de Agosto, 2019 | 16:39
É pessoal fiquem espertos, pois hoje ligaram para o meu telefone fixo contando a mesma história,só que eu mandei ela pra pqp. Neste caso,se tiverem dúvida, vá direto no banco antes de ligarem.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO