Negociação de motocicleta via OLX em Ipatinga termina em furto

Procura-se Honda Fan 2014 levada semana passada em golpe aplicado no bairro Veneza em Ipatinga

O caso foi registrado na rua Teresina, no bairro Veneza, em Ipatinga. R.A.R., de 38 anos, acionou a Polícia Militar para informar que colocou à venda uma motocicleta Honda Fan, preta, ano 2014, via site OLX e na quinta-feira (3), recebeu uma ligação telefônica de um homem que se identificou como Rafael. O suposto cliente informou que viu o anúncio na internet e disse que estava interessado em adquirir a motocicleta.

A negociação foi feita por telefone e o homem efetuou um depósito no valor de R$ 4.200 na conta do proprietário da motocicleta. Em seguida o tal Rafael afirmou que uma mulher buscaria a motocicleta. O suposto cliente ainda pediu um capacete emprestado para que a mulher pudesse levar o veículo, o que foi aceito pelo vendedor.

De fato, por volta de 20h de quinta-feira a mulher foi à casa da vítima para buscar a motocicleta. Depois que a mulher saiu R.A. foi conferir o valor em sua conta bancária e descobriu que o depósito não fora efetivado.

Os dados do golpista, inclusive número de telefone celular, foram repassados para a polícia e o caso ainda é investigado. O capacete levado pelos golpistas é um San Marino, de cor preta fosca. A motocicleta Honda Fan placa OXJ-2312 possui um par de slides na cor preta.
Na manhã desse sábado, surgiu mais uma vítima do golpe aplicado via OLX. Em mensagem enviada ao Diário do Aço um leitor informa que perdeu R$ 12 mil ao negociar uma motocicleta.

Outros golpes

Os golpes aplicados a partir de anúncios de venda de veículos no site OLX têm se repetido a cada semana. O método usado pelo golpista para levar a motocicleta da vítima é incomum. Nos demais casos a prática consiste em enganar o interessado na compra e o vendedor, ao mesmo tempo. Normalmente o golpista negocia com o verdadeiro dono, mas faz a clonagem do anúncio e vende o veículo, recebe o dinheiro como se fosse o dono e desaparece.

Para esse golpe dar certo os bandidos pedem “segredo” ao comprador e ao vendedor a respeito da negociação. Quase sempre afirma que um “sócio”, ou “primo”, “irmão”, ou “amigo” vai ver o carro pessoalmente. Toda essa preparação do golpe se dá via telefone e em especial via WhatsApp. Os estelionatários atraem as vítimas oferecendo, no anúncio clonado, veículos com preços abaixo da tabela.

Por fim, o “grande final” do golpe é o momento em que comprador e vendedor reais se encontram quando há a verificação do veículo colocado à venda e hora alguma comentam sobre o terceiro envolvido e nem há conferência de dados bancários para a transferência do valor acertado. A média tem sido de dois casos dessa natureza, por semana, só nos municípios do Vale do Aço.

Repetição de casos

Morador de Jequié (BA) veio a Ipatinga buscar uma Chevrolet S10 e foi vítima de golpe
Jovem perde R$ 4.900 ao se interessar em uma motocicleta colocada à venda no bairro Ideal
Como evitar um golpe?
Informação é o melhor caminho para escapar de golpe
O golpe do motoboy e a responsabilidade dos bancos
Advogado alerta para nova tentativa de golpe
Cemig emite alerta de golpe contra consumidores no Vale do Aço
Jovem perde R$ 4.900 ao tentar comprar motocicleta via site de vendas
Baiano perde R$ 108 mil no golpe do anúncio clonado de venda de S10
Homem é enganado no Golpe do OLX e perde R$ 9 mil ao negociar compra de um VW Gol
Aposentado é enganado no Golpe do Motoboy em Ipatinga
Criminosos se passam por funcionários da Cemig e dão golpe em dono de padaria
Homem perde R$ 35 mil em golpe na compra de jet ski
Casal perde quase R$ 70 mil no golpe do OLX
Golpista que se passa por soldado da PM dá prejuízo a contadora
Contatos de mulher no WhastApp são enganados por golpistas
Eletricista perde R$ 7 mil no golpe do falso leilão
Idosa sofre prejuízo de R$ 18 mil no ''Golpe do Motoboy'' em Ipatinga
Mais dois golpes do OLX no Vale do Aço provocam prejuízos de R$ 23,5 mil
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Carlos 11 de setembro, 2020 | 07:43
Gente como pode será que é povo não está,lendo reportagem de golpe no Olx não,a quilo que se compre barato se torne caro,desconfiem pessoal que pode ser um golpe, quando aparece venda fácil pode desconfiar que é golpe mesmo fica a dica.
Quando a negócio é fácil corre dela não acha que está levando vantagens pq é golpe.
Silvana Paula 08 de setembro, 2020 | 20:28
Deus abençoe que ele conssegue a moto de volta infelizmente esses golpe no OLX tem acontecido muita. Eu já fui vítima de golpe do falso empréstimo infelizmente eu e meu esposo ficamos no prejuízo porque a polícia não quis investigar meu esposo fez o boletim de ocorrência so falaram que não tinha mais jeito de recuperar mais o dinheiro perdido aqui no Brasil é assim
Cidadão 08 de setembro, 2020 | 20:06
Bancos tem uma ENORME parcela de culpa nisso, já que dão recibos de depósitos que possuem valores que dependem apenas da boa fé de quem os faz. Onde já se viu isso, o sujeito faz um depósito com um envelope em caixa eletrônica usando uma conta falsa, que é a coisa mais fácil de se conseguir no meio desses falsários e aí, basta um mais desavisado pra acreditar naquele documento que o banco imprimiu e pronto. Já houveram tantos golpes dessa modalidade que já era pra esses comprovantes nem serem impressos mais, entretanto, como no Brasil é esperto de um lado, bobo de outro e os negligentes no meio, fica assim. Já ouvi dizer que o Brasil
e famoso no mundo da bandidagem por ser tão fácil de se aplicar golpes, dizem que vem até gente de outro país fazer isso aqui.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO