Como evitar um golpe?

Despachante volta a alertar que a população tenha atenção na hora de efetuar transferências bancárias

Wôlmer Ezequiel


José Geraldo Mattos alerta que conferência de dados bancários entre comprador e vendedor evitaria a maior parte dos golpes

Os golpes via OLX têm se tornado cada vez mais comuns. Ao longo dos últimos meses, o Diário do Aço divulgou diversos casos envolvendo estelionato por meio da página do site, onde pessoas comuns caem na lábia de golpistas. A média é de dois casos por semana só nas quatro cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço.

O despachante José Geraldo Mattos Pereira, que atua em Ipatinga, já fez um alerta em oportunidade anterior e voltou a destacar os cuidados que devem ser tomados para evitar o prejuízo.

José Geraldo diz ser impressionante que as pessoas caiam na história contada pelos golpistas, uma vez que o próprio Diário do Aço e outros veículos de comunicação têm divulgado essa modalidade de ação criminosa, que não tem nada a ver com o site OLX, mas sim é relacionada a pessoas que se aproveitam de anúncios publicados para atrair as vítimas. Ele frisa que na hora de fazer a transação, é importante não ir pelo entusiasmo. “Quando você for conhecer o carro anunciado, leve o anúncio e verifique junto ao vendedor se realmente aquele anúncio é dele, se é verdadeiro.

Os golpistas que estão agindo aqui têm aproveitado vendas daqui da região. Então, quando você chegar para ver o veículo e a pessoa lhe dizer que pertence ao primo, à mãe, e qualquer outro, esquece. Comprar de terceiro pode ser comprar uma confusão, a não ser que seja legalizado, tenha procuração legal e assim por diante. Além de conferir conta bancária e dados, se você estiver negociando diretamente com o dono, nunca cairá num golpe”, explica o despachante.

Confirmar a procedência do anúncio, assim como o proprietário, é o primeiro passo para não entrar para a lista de vítimas, que na avaliação do despachante é maior do que o divulgado. “O que sai na imprensa não é a metade do que acontece na região. O cara vê que foi enganado e para não ser gozado pelos amigos e ficar mais chateado com aquilo, acaba não denunciando à polícia. Tem muitos aqui que caíram e têm vergonha de denunciar”, relata.

Providências

Questionado se falta divulgação do estelionato ou mesmo maior efetividade da polícia em relação aos golpistas, José Geraldo salienta que não há possibilidade, porque quando descobre-se o golpe, quando se chega à conclusão que uma pessoa transferiu o dinheiro para uma conta no Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, São Paulo, Mato Grosso, ou outro estado, automaticamente essas pessoas já estão preparadas para fazer o saque do dinheiro.

“Quando a polícia chega a ser comunicada e solicita para verificar uma gravação, a pessoa nem nessa agência foi. Saca o valor em outro estado e já transfere para outra conta e outra. É difícil perseguir esse tipo de fraude. Mesmo com empenho da polícia, é o mesmo que procurar uma agulha num palheiro. Quando chega a descobrir o que aconteceu, o dinheiro já foi embora. O golpe que tem ocorrido é esse da OLX, onde as pessoas caíram, em geral, porque visaram vantagem. Um carro que valia R$ 20 mil e estava anunciado por R$ 10 mil. A maioria cai por essa diferença absurda de preço, tem intenção de obter algum lucro e os golpistas aproveitam. Ninguém vai vender um carro por valor muito abaixo da tabela, mesmo se estiverem dificuldade”, avalia.

Informe-se

José Geraldo Mattos volta a chamar a atenção da população, dessa vez para a necessidade de informar-se sobre o que acontece na cidade. “Leia jornal, pare de ouvir apenas música em rádio, ouça reportagem policial para ter maldade e saber onde estão os golpes. Além desse golpe via OLX, há o alerta de um novo caso em Ipatinga. Tenho conhecimento de dois registros, de pessoas que reconhecem firma no recibo e quando chegam ao banco, o golpista pede este para ir até o gerente, para que libere o valor do pagamento, pede a chave do carro, sai e some. Um dinheiro que o cidadão juntou com dificuldade e entrega para o golpista. Siga a instrução, preste atenção e não será mais uma vítima desses estelionatários”, alerta o despachante.

Lista dos golpes mais frequentes no Vale do Aço:

Mais dois golpes do OLX no Vale do Aço provocam prejuízos de R$ 23,5 mil
Mulher cai em golpe aplicado via OLX
Jovem cai no golpe do Whatsapp clonado após anúncio no OLX
Não perca a conta: R$ 47 mil de prejuízo em novo golpe pelo OLX na região
Ipatinguense é vítima de golpe via OLX
''Golpe do motoboy'' em Ipatinga lesa aposentado em R$ 7 mil
Vítimas perdem R$ 4.700 no golpe do WhatsApp clonado
Mais duas vítimas do golpe do motoboy no Vale do Aço
Mulher é enganada no golpe do empréstimo e perde quase R$ 2 mil
Criminosos tentam golpe via SMS para enganar clientes de banco e roubar dados

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO