Mais dois golpes do OLX no Vale do Aço provocam prejuízos de R$ 23,5 mil

Vítimas são atraídas por anúncios com preços de veículos abaixo da tabela; golpes seriam evitados houvesse troca de informações sobre dados bancários

Imagem Ilustrativa


Um dos veículos anunciado que foi usado para o golpe era uma Honda Falcon NX400i semelhante da foto

Em Ipatinga e Coronel Fabriciano foram registrados essa semana mais dois golpes por meio da plataforma de vendas OLX na internet, onde as vítimas são atraídas por anúncios falsos de veículos com preço abaixo da tabela. Os incautos são levados a depositarem dinheiro em contas bancárias dos estelionatários. Nestes golpes recentes, o total de prejuízo chega a R$ 23.500, apesar de todo o alerta das autoridades e das inúmeras matérias do Diário do Aço ao longo dos meses.

O primeiro caso foi atendido em Coronel Fabriciano, por volta das 15h de terça-feira (8). As vítimas envolvidas são dois jovens, J.A.M., de 25 e D.M.B., de 20 anos. J.A. colocou no site do OLX um anúncio de venda de uma moto Honda NX400I Falcon e logo depois foi procurado por um tal “Marcos” que se disse interessado no veículo. Esse golpista utilizou os dados e criou um outro anúncio atraindo a segunda vítima, D.M., que abriu negociação com o farsante.

O estelionatário, então, acertou a venda da moto por R$ 9 mil com D.M., que é de Sabinópolis e foi orientado ir até Coronel Fabriciano para verificar o veículo. A moto, de acordo com Marcos, “estava com o cunhado”.

As duas vítimas se encontraram em uma concessionária Honda e de lá foram para o cartório fechar a venda. Em nenhum momento eles tocaram no nome do terceiro envolvido, Marcos. E nem fizeram conferência de dados bancários.

Após ver a motocicleta, o morador de Sabinópolis fez duas transferências, de R$ 5 mil e R$ 4 mil, nas contas indicadas pelo golpista, em nome de de Kethura Rysia Vieira de Moraes, no Mercado Pago, e Andréia Silva Nascimento, na Caixa Econômica Federal, respectivamente.

Somente depois o verdadeiro proprietário da moto informou que o valor da venda da moto era R$ 15.500, quando ficaram sabendo que estavam sendo ludibriados, os dois ao mesmo tempo pelo golpista.

Outro golpe via OLX

O segundo caso foi atendido pela Polícia Militar de Ipatinga por volta das 16h de terça-feira (7), no Cidade Nobre. A vítima C.H.B., de 61 anos viu o anúncio de um Chevrolet Celta ofertado por R$ 14.500 e entrou em contato com o número de telefone informado no OLX. A essa altura o golpista já tinha clonado um anúncio verdadeiro e o ipatinguense, sem saber, passou a negociar com o falso vendedor, que se identificou como José Antônio. Ele disse que o carro estava com o “cunhado”, no caso F.D.A., de 32 anos.

De fato, F.D. havia feito o anúncio da venda do Celta, mas o valor era R$ 20.500. Ele também foi contatado pelo marginal que armou toda a situação até a chegada da outra vítima, orientando o dono real do veículo a não dar detalhes da negociação. A exemplo de vários outros casos já noticiados, o objetivo do golpista é sempre evitar que o verdadeiro vendedor e o interessado na compra comentem sobre a existência de uma terceira pessoa. Isso é fundamental para o sucesso do golpe.

Pois com essa armação envolvendo “sigilos”, assim que C.H. viu o Celta presencialmente ele e o vendedor foram para o cartório concluir a negociação. E quando F.D. preencheu o recibo do carro, C.H. fez a transferência de R$ 14.500 para a conta de Romário Souza Fernandes, no Banco do Brasil de Bela Vista de Goiás. E fez a transferência sem conferir com o vendedor os dados bancários.

Somente a partir da conclusão da transferência e o dono do carro não receber o valor transferido os dois descobriram que tinham caído em um golpe. O golpista bloqueou o aplicativo de WhastsApp por meio do qual negociava com as vítimas e o interessado na compra ficou no prejuízo.

Lista dos golpes mais frequentes no Vale do Aço:

Mulher cai em golpe aplicado via OLX
Jovem cai no golpe do Whatsapp clonado após anúncio no OLX
Não perca a conta: R$ 47 mil de prejuízo em novo golpe pelo OLX na região
Ipatinguense é vítima de golpe via OLX
''Golpe do motoboy'' em Ipatinga lesa aposentado em R$ 7 mil
Vítimas perdem R$ 4.700 no golpe do WhatsApp clonado
Mais duas vítimas do golpe do motoboy no Vale do Aço
Mulher é enganada no golpe do empréstimo e perde quase R$ 2 mil
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Marcela 17 de julho, 2020 | 17:17
Concordo em gênero, número e grau com o Paulo César num país que se acredita em tudo vindo do Whatsapp, tem gente que acredita em Terra plana, o que mais esperar.
As pessoas acreditam em qualquer vídeo, hoje em qualquer computador mediano se faz montagens de vídeo e áudio. Com as redes sociais, passaram a considerar qualquer um "autoridade de um assunto". Ninguém sabe mais o que são credenciais, formação e informação documentada.
Triste este cenário.
Jane 17 de julho, 2020 | 17:13
Essa mania interiorana do "sigilo" faz o Vale do Aço ser celeiro para golpes.
Fiquem de olho... e carro muito abaixo da tabela é motivo para ficar alerta.
Se o carro não está no nome do vendedor, comprovado com documentos, se o titular da conta não é o vendedor. Temos algo muuuuuiiiito errado.
William Amaral Neves 14 de julho, 2020 | 23:43
Olá pessoal, eu infelizmente também cai no golpe perdi uma uma Twister 2017 no valor de 13 mil reais, com a benção de Deus eu consegui minha moto novamente, não anuncie e nem compre pela OLX fraude em cima de fraude, atenção fica a tica.
Paulo Cesar 09 de julho, 2020 | 19:13
Em um país onde as pessoas acreditaram em kit gay,mamadeira de piroca,carro folheado a Ouro e outras insandices,realizar uma compra por telefone sem nunca ter visto o anunciante e depositar o dinheiro pra esta pessoa passa a ser normal.
Gilson 09 de julho, 2020 | 12:29
Me compadeci da história do comprador, por negligência minha, acabei me deixando levar pela honestidade das pessoas do bem e também caí no golpe, mas estamos rastreando !

Seja a serenidade maior que a boa fé!

A todos vcs feliz semana de olho vivo!

Att
Cleuzeni Torres 09 de julho, 2020 | 10:47
Se a polícia quisesse, com a tecnologia que possui, com a força dos mandados judiciais de busca, apreensão, monitoramento e rastreamento, em meia hora prenderia todos os envolvidos nesses golpes via OLX e Golpe do Motoboy e Golpe do Carro Estragado, entre tantos outros. Basta que alguém se interesse nisso. Quem saca dinheiro em conta bancária deixa um rastro enorme. Abertura de conta, câmeras dos bancos, rastreamento de módulo de segurança no caso das transferências bancárias. Iiiiii tem muito rastro para a polícia.
Ramon Vilas Novas Lucas 09 de julho, 2020 | 09:07
Tentaram aplicar este golpe em mim, entrei em contato com a policia civil de Coronel Fabriciano e não demonstrou muito interesse pelo caso.. acho que o crime de estelionato no Brasil nunca vai diminuir porque não temos punição para este tipo de crime.
Paulo Henrique 09 de julho, 2020 | 07:54
Pessoal tem que ficar ligado com preços anunciados ninguém vende nada tão barato assim.
Mauro Gil do Prado 08 de julho, 2020 | 22:13
Ano passado eu também fui vítima do golpe pela Olx, a pessoa anunciou o carro mais barato, questionei o porque fora da tabela me disse que pegou em negócio e que não tinha porque ter mais um carro, fui até Raul Soares andei no carro, fomos ao cartório transferiu o veículo, fiz a transferência e daí a pouco a mulher me fala não caiu na conta, ficamos até às 19 hrs, quando demos conta que era um golpe, registrarmos um BO mais nada adiantou perdi meu dinheiro.
Hoje em dia tenho pavor da Olx, não me passa confiança mais,
Malvadeza 08 de julho, 2020 | 22:04
Toda manhã sai duas pessoas de casa ,um esperto e um otário impossível o cara fazer negócio sem checar o nome do vendedor no documento
Neneco 08 de julho, 2020 | 20:18
Acho que tão demorando demais a pegarem estes bandidos que infelizmente tão fazendo a OLX que é um veículo de comunicação tão bacana ficar inviável. Mas se o dinheiro foi pra uma conta bancária, esta conta tem um dono.
Anônimo 08 de julho, 2020 | 20:03
Sem lógica
Intrigado 08 de julho, 2020 | 20:00
os cartorios deveriam instruir os usuários a conferir os dados bancários, os valores, as pessoas envolvidas no negocio! não da pra culpar as vitimas pra sempre
Silvana Paula 08 de julho, 2020 | 19:51
Essa quadrilha faz isso porque sabe que a investigação infelizmente é muito fraca a pouco tempo vimos uma matéria no diário semelhante a essas de golpe tem que ter investigação mais severa a quadrilha operou do mesmo jeito dos outros golpe dar a parecer que é a mesma quadrilha senhores investigadores envestigar e prefeitura essa quadrilha se não so chama o SBI o Peter Dlene.
Juninho 08 de julho, 2020 | 19:36
Site que não oferece segurança tinha que ser banido. Muitos idosos não entendem o risco que está correndo, aprendeu confiar em pessoas e agora acabam confiando em bandidos.
Soares 08 de julho, 2020 | 18:51
o povo besta parece q não ler joral deve ficar so na novela e watsap estão cansado de falar sobre estes golpes e o povo não aprende.
Chapolin Descolorado 08 de julho, 2020 | 18:22
Há um conluio da pessoa que anunciou o veículo e o golpista. Não acredito que alguém faça um negócio e não deposite a grana somente na conta do real proprietário do bem. Isso é ganância demais, velhacaria. Mexer com a patuleia é foda!
Antonio Dimas Guedes Otoni 08 de julho, 2020 | 16:37
Desconfie de bens oferecidos com preço muito inferior, não tente levar vantagem, está claro que será lesado,
é prejuízo na certa. Ninguém dá nada para ninguém.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO