21 de janeiro, de 2022 | 17:59

Leilão das BRs-381 e 262 é adiado mais uma vez

Agendado para o dia 7 de fevereiro, leilão de concessão da 381 para a iniciativa privada foi remarcado para o dia 25 do mês que vem

Arquivo DA
A partir do segundo ano da concessão, a BR?381 e a BR?262 terão cobrança de pedágioA partir do segundo ano da concessão, a BR?381 e a BR?262 terão cobrança de pedágio

Novamente o leilão de concessão das BRs-381 e 262 para a iniciativa privada foi adiado pelo governo federal. No fim de dezembro passado, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciou que o leilão da BR-381 e da BR-262 seria em 7 de fevereiro deste ano. Porém, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou, nesta sexta-feira (21), o adiamento dos leilões para o dia 25 de fevereiro.

Em seu site oficial, a ANTT justificou o adiamento para “atender à solicitação das empresas que demostraram interesse em participar do certame, concedendo pelo menos 60 dias para reformulação de propostas a partir das adequações do edital”.

Adiamentos
Este é mais um dos muitos adiamentos do leilão. Em novembro de 2021, o leilão que estava marcado para o mês seguinte foi suspenso porque o Ministério da Infraestrutura iria publicar novo edital de concessão. No mês passado, o Ministério concluiu as alterações no edital e marcou o leilão para o dia 7 de fevereiro de 2022. Agora, a data agendada é para o dia 25 de fevereiro deste ano.

Interdição

Atualmente, a BR-381, no Km 321, em Nova Era, está totalmente interditada desde o dia 14, por causa de um deslocamento de massa de uma encosta. Desde então, motoristas com cargas estão se arriscando em estradas de terra para evitar dar a volta por Realeza/Caratinga, que faz a viagem de Belo Horizonte para o Vale do Aço aumentar em 200 quilômetros.

Durante esse período, representantes do setor produtivo local já calculam prejuízos com o bloqueio da rodovia e o aumento das rotas rodoviárias para se chegar ao Vale do Aço ou para escoar a produção.

Melhorias

Com a concessão, o governo afirma que estarão assegurados investimentos para melhoria nos dois trechos rodoviários, que ligam a capital mineira a Governador Valadares e o trevo de João Monlevade a Vitória, no Espírito Santo.

A partir do segundo ano da concessão, a BR–381 e a BR–262 terão cobrança de pedágio. Ao todo serão 11 praças instaladas nas duas rodovias: Caeté, João Monlevade, Jaguaraçu, Belo Oriente e Governador Valadares, no caso da BR-381, e São Domingos do Prata, Matipó, Reduto, Ibatiba, Venda Nova dos Imigrantes e Viana, no caso da BR-262.

VEJA MAIS
Adiada a concessão das BRs-381 e 262 para 2021
Modelo de concessão das BRs 381 e 262 é aprovado pelo TCU
Leilão da BR-381 pode ocorrer até o mês de novembro, aponta senador
Leilão das BRs-381 e 262 é marcado para 20 de dezembro
Leilão das BRs 381 e 262 fica para 2022
Leilão de trechos da BR-381 e BR-262 é remarcado para dia 7 de fevereiro de 2022


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Zé de Minas

22 de janeiro, 2022 | 08:47

“Vão gastar agora milhões para conserta-las e leiloar por pouco mais do que foi gasto. Pobre BRASIL descendo a ladeira.”

Erre

22 de janeiro, 2022 | 08:05

“Essa duplicação ficará pronta para o meu neto. Obs: meu filho tem só 3 anos.”

Humberto

21 de janeiro, 2022 | 20:50

“Leiloar uma rodovia com tantos problemas e interrompida. Só este governo mesmo. Fazendo caixa para campanha.”

Edimir Rodrigues

21 de janeiro, 2022 | 17:32

“Este é só o décimo adiantamento, kkkkkkkk!”

Envie seu Comentário