04 de agosto, de 2022 | 14:29

Suspeito preso em operação da PM teria cometido cinco assaltos no Vale do Aço

Divulgação Polícia Militar
A arma usada nos crimes, um revólver calibre 32, e duas porções de maconha apreendidas pela PMA arma usada nos crimes, um revólver calibre 32, e duas porções de maconha apreendidas pela PM

O jovem preso durante uma operação da Polícia Militar no distrito de Perpétuo Socorro (Cachoeira Escura), em Belo Oriente, na quarta-feira (3), é suspeito de pelo menos cinco roubos praticados na região nos últimos dias. Walafy Junio Paschoal Neres, de 20 anos, confessou ao Diário do Aço somente os crimes praticados na última segunda-feira (1).

Lafinho, como é conhecido Walafy, possui diversas passagens policiais e era procurado pelas equipes da PM desde um latrocínio (roubo seguido de morte) tentado na última segunda-feira (1). O piloto de uma motocicleta foi baleado no rosto durante a tentativa de roubo da moto Honda 700 Transalp, em trevo na BR-381.

O suspeito ainda teria dado um tiro, atingindo o banco do motorista de um Chevrolet Celta e depois roubou uma picape Fiat Strada, em frente à Cenibra, e em fuga capotou o veículo. “Atravessei o rio (Doce) a nado e depois voltei para casa”, disse o jovem enquanto aguardava ser apresentado ao plantão da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Assim que aconteceram os fatos, os policiais militares do Pelotão de Belo Oriente, com apoio da 143ª Companhia Tático Móvel e de um helicóptero da PM, realizaram várias incursões para prender o suspeito dos crimes. Ele conseguiu escapar, na terça-feira (2) à noite, da casa que se refugiou em Perpétuo Socorro, onde três pessoas foram detidas.

No fim da manhã de quarta-feira, os policiais chegaram até à rua da Prata, no distrito, onde o procurado foi preso em um dos quartos da residência da amásia dele. O jovem tentou fugir, mas acabou imobilizado e preso pelos militares das equipes. Lafinho já estava com mandado de prisão expedido pela juíza Larissa Teixeira da Costa, da Comarca de Açucena.

Aos PMs, ele confessou os crimes praticados nos últimos dias, apesar que ao Diário do Aço negou que tenha cometido os outros roubos. Ele é suspeito de roubar uma motocicleta durante uma corrida na garupa de um mototaxista no bairro Parque Caravelas, em Santana do Paraíso, na quinta-feira passada (28 de julho).

Com esta moto roubada, já na madrugada do dia seguinte (29 de julho) em companhia de um comparsa não identificado, Lafinho é suspeito de roubar a moto de um motorista caminhoneiro, assim que a vítima deixou o trabalho e se dirigia para pegar o veículo estacionado nas proximidades da Cenibra.

No dia do primeiro roubo da moto do mototaxista, ele teria ainda tomado de assalto o Ford Ecosport, tomado de assalto no bairro Caravelas, no dia 28 de julho, veículo abandonado nas proximidades da avenida Manaaim, como divulgou também o Diário do Aço.

Arma usada nos crimes foi localizada
A arma usada nos crimes teria sido trocada com R.B.S.S., de 22 anos, por drogas. Ele foi localizado e preso pela PM na mesma rua onde o outro jovem foi detido. Mesmo com tornozeleira eletrônica, R.B. estaria com mandado de prisão e os policiais apreenderam duas porções de maconha.

O suspeito R.B. indicou aos policiais onde que teria escondido o revólver de calibre 32 a pedido de Lafinho. A arma foi encontrada enterrada no quintal da casa da mãe dele, na rua Tancredo Neves, também em Perpétuo Socorro.

Os policiais militares apuraram que Lafinho, que estava preso até o dia 29 de abril passado, quando teve a prisão preventiva revogada, é investigado por outros crimes. Uma tentativa de homicídio praticada no dia 22 de abril de 2020, em Mesquita, e de dois roubos de veículos, nos dias 10 e 12 de junho deste ano.

Ao ser perguntado se ele estava arrependido de ter atirado na vítima, que se encontra hospitalizada, baleada no rosto, Lafinho disse que não estava. Ele alega que a vítima teria “jogado” a moto sobre ele ao anunciar o roubo. O preso alegou que deu dois disparos com o revólver e não lembra de ter dado tiro no Celta. “Agora é pagar (pelos crimes) e depois estar de volta”, finalizou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Carlos Alberto Marinho

05 de agosto, 2022 | 09:42

“Um meliante deste nível quase tirou a vida do meu primo pai de família por causa de uma moto este vagabundo não pode ficar nas ruas tirando vidas de pessoas tem que prender e jogar a chave fora”

Envie seu Comentário