18 de fevereiro, de 2021 | 17:03

Defesa Civil do Estado constata estragos provocados pela chuva em Timóteo

Divulgação
Agente da Cedec verifica in loco extensão do problema de afundamento de via no bairro Novo Tempo Agente da Cedec verifica in loco extensão do problema de afundamento de via no bairro Novo Tempo

O município de Timóteo recebeu nesta quinta-feira (18) a visita do agente estadual da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), sargento Sebastião Carlos de Abreu, para constatar “in loco” os estragos provocados pelas chuvas torrenciais que tem caído nos últimos dias. A vistoria ocorreu em função da declaração de situação de emergência decretado pela Prefeitura de Timóteo no último dia 15, detalhou o governo.

Após uma visita ao prefeito Douglas Willkys Prefeitura, o representante da Cedec se deslocou para a avenida Universal, no bairro Novo Tempo, onde um trecho da pista afundou e está interditada. Ele estava acompanhado do coordenador da Defesa Civil de Timóteo, Marques Valgas e, posteriormente, se deslocaram até uma escadaria localizada no mesmo bairro e que também foi isolada, além de outros pontos onde foram registrados deslizamentos de terra.

O sargento Abreu, que atua no escritório regional do órgão em Manhuaçu, explica que veio a Timóteo a pedido do Grupo de Gestão e Resposta da Cedec estadual que é ligado ao Gabinete Militar do Governador, mas que estava mobilizado em outras ocorrências na Grande Belo Horizonte. Após vistoria às áreas afetadas pela chuva, o sargento vai produzir um relatório e encaminhar para a coordenação da Cedec. “A nossa presença aqui visa dar apoio ao município no que for preciso e verificar a real situação dos sinistros”, citou.

Avenida interditada

O coordenador da Defesa Civil de Timóteo, Marques Valgas, por sua vez, reforça que desde o registro do afundamento da avenida Universal, o município vem empenhando esforços para tentar minimizar a situação. A pista foi interditada nos dois sentidos, haja vista que a continuidade da chuva tem impactado de forma direta no local. A Defesa Civil, juntamente com os engenheiros da Prefeitura, tem produzido material para homologar junto ao Estado e Governo Federal em busca por reconhecimento e recursos para recuperar a via e outros pontos da cidade afetados pela chuva.

No início da manhã, o prefeito visitou novamente o trecho interditado na avenida Universal para acompanhar os trabalhos de desobstrução do córrego Timotinho e impedir o acúmulo de água próximo aos tubulões que cederam. A Cemig e a Copasa também foram acionadas, pois o local conta com postes de energia e rede de água. “Nós também já contratamos um especialista que irá elaborar um novo projeto dimensionando o tamanho da obra. Após a entrega desse projeto e da elaboração da planilha de custos a Prefeitura vai contratar uma empresa para fazer o serviço”, explicou Douglas Willkys. Ele aproveitou para pedir aos moradores que tenham cuidado e evitem passar pelo local que ainda apresenta riscos de acidentes.

Ocorrências

As principais ocorrências registradas pela Defesa Civil de Timóteo estão relacionadas a deslizamentos de terra. Segundo informa Marques Valgas, muitas casas foram construídas em áreas de risco, o que durante o período de chuva acaba deixando as famílias em situação vulnerável. A Defesa Civil tem percorrido essas áreas junto com o Corpo de Bombeiros para monitorar os locais e alertar os moradores sobre a necessidade de deixar os imóveis ao primeiro sinal de risco de desabamento. Até o momento três famílias do Novo Tempo estão desabrigadas e estão recebendo aluguel social do município, informou o governo.

Já publicado

Trecho de gabião da avenida Acesita, em Timóteo, ameaça cair
Passagem da avenida Universal vira cratera com a queda de tubulões
Chuva causa inundação e invade lojas em avenida de Ipatinga
Com afundamento do asfalto, não há prazo para liberação da avenida Universal
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário