17 de junho, de 2020 | 15:00

Aeroporto Regional permanecerá fechado até o fim do ano

A Azul não vai operar no aeroporto de Santana do Paraíso durante a realização das obras

Alex Ferreira
Companhia aérea informou que retomará as atividades após o fim das obrasCompanhia aérea informou que retomará as atividades após o fim das obras

A empresa Azul Linhas Aéreas oficializou ao Governo do Estado de Minas Gerais que não tem interesse em seguir operando no Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Santana do Paraíso, paralelamente à realização das obras, por uma questão de segurança. A empresa reafirmou que voltará às operações após a conclusão das obras de reconstrução da pista do aeródromo. A informação foi divulgada pelo deputado estadual Celinho Sinttrocel (PCdoB).

Conforme o parlamentar, a informação foi obtida na terça-feira (16), em contato com o chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), Pedro Calixto Alves de Lima e com a subsecretária de transporte e mobilidade, Mônica Salles Lanna.

“Temos a ciência de que o fechamento do aeroporto até o fim do ano vai prejudicar os segmentos econômicos do Vale do Aço que necessitam do equipamento para suas operações. Por isso, juntamente com a Fiemg Vale do Aço e empresas âncoras da região, vamos buscar todos os entendimentos junto à empresa Azul para que possa rever sua decisão de não operar paralelamente à realização das obras. A boa notícia é que as obras de reconstrução do aeroporto estão próximas de começar e isto vai permitir uma melhoria muito grande para os serviços prestados no aeroporto”, declarou Celinho.

Em abril passado, o deputado encaminhou à Seinfra um ofício no qual relatava a preocupação com a situação do aeroporto, cuja atividade deverá ficar suspensa até o fim deste ano. E sugeria ainda a constituição de um Grupo de Trabalho para apresentação de propostas alternativas e técnicas que garantissem a prevenção e o combate à expansão do contágio da covid-19; além da volta da operação do aeroporto na metade do ano paralelamente à realização das devidas e necessárias obras de manutenção, recuperação da pista e a sua reconstrução definitiva. “Esta era a expectativa de diversos segmentos econômicos de nossa região, que veem um agravamento da situação econômica com a paralisação das atividades do aeroporto até o fim do ano”, apontou Celinho.

Licitação

Outra informação divulgada pelo deputado estadual é que nesta sexta-feira (19) serão abertas as cartas-proposta para licitação das obras de reconstrução da pista do aeroporto, obra orçada em mais de R$ 12 milhões.

Já publicado

Disponibilizado o edital para obras do Aeroporto Regional do Vale do Aço
Ministério da Infraestrutura autoriza licitação para obras no Aeroporto Regional
Estado negocia com Infraero para administrar o Aeroporto Regional
Executivo de Ipatinga garante esforço para manter aeroporto aberto
Obras no Aeroporto Regional têm previsão de início em agosto
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Márcia Campos Teixeira

29 de julho, 2020 | 17:06

“É um absurdo está obras ainda nesta enrolação, estou tendo que pegar a 381 constantemente, já cheguei a perder meu voou por causa de acidente, tendo que pagar uma valor absurdo de passagem, não estou dando conta, precisamos rever está situação. Além do mais eu perco 4 horas de viajem indo de carro, se eu fosse de avião eu gasto apenas 35 minutos até BH.”

Zoio de Zoiar

18 de junho, 2020 | 15:39

“Se for fazer pista meia boca, nem adianta abrir licitação. Tem outro problema ainda, falta concorrência em relação as empresas aérea. Passagem é um absurdo comparando com outros lugares dentro de MG. Outra LMG e outra alça de anel rodoviário da RMVA. Só promessa utópicas para encher bolso de politico.”

Juarez

18 de junho, 2020 | 08:37

“Kd... os vôos do projeto voe minas.... abre licitação de concorrência.... não fiquemos só com Azul....”

Eu!

17 de junho, 2020 | 16:26

“O senhor governador
Atenta e fiscalize a obra com os rigores éticos!
Pois não estamos prontos para chorar o leite derramado!”

Jaime

17 de junho, 2020 | 15:35

“Qualquer empresa aerea perde a paciencia com a morosidade da reforma deste aeroporto que nunca sai do papel.”

Claudio Lemes Louzada

17 de junho, 2020 | 15:14

“Aeroporto Regional nos países desenvolvidos, China como exemplo, tem pista de pouso básica de 2.500 x 45m em CIMENTO PORTLAND, nada de asfalto mole e voo por instrumento ILS e GPS. A primeira manutenção do cimento Portland ocorre após 21 anos de uso, já as de asfalto, a cada 04 anos. Simples assim.
Saudações e bons voos,”

Envie seu Comentário