PC realiza projeto ''Investigador Mirim'' 2019

Iniciativa da Polícia Civil e entidades da região possibilita levar conhecimento e ações afirmativas da Polícia Civil junto à comunidade

Divulgação Polícia Civil


Os estudantes participam do projeto conhecendo as funções da Polícia Civil

O Grupo de Intervenção Comunitária da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Ipatinga deu início ao Projeto Investigador Mirim 2019. Trata-se de ação realizada por policiais civis para promover laços de cidadania, respeito e valores morais e sociais entre estudantes no Vale do Aço, evento realizado ao longo de todo o ano passado com sucesso.

Nesta nova etapa, serão atendidas pelo projeto sete escolas municipais do Vale do Aço. As escolas escolhidas para receber o Projeto Investigador Mirim 2019 situam-se nos municípios de Ipatinga e Belo Oriente. Por intermédio da ação, os policiais civis realizarão diversas intervenções nas escolas durante todo ano com palestras, atividades lúdicas, seminários e homenagens a alunos e professores.

A finalidade do projeto é apresentar os inúmeros serviços que a Polícia Civil fornece à comunidade, criando laços de afinidade e aproximação, passar informações importantes aos alunos das escolas que estão em situação de maior vulnerabilidade, oportunizando bons caminhos a serem seguidos, dar esperança e cuidar para que esses jovens não venham a se enveredar para a criminalidade.

Leia mais sobre Investigador Mirim:

Polícia Civil organiza evento comemorativo em escola no Canaã

PC implementa ''Investigador Mirim'' para crianças carentes no Morada do Vale

Investigador Mirim da PC atende comunidades com o apoio da Cenibra

Parceria leva projeto ''Investigador Mirim'' para escolas de Ipatinga

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO