22 de janeiro, de 2022 | 09:00

Ponte na MG-367 em Diamantina é interditada por causa de deslocamento de pilar

Divulgação CBMMG
Equipes avaliam a estrutura de ponte na MGC-367, construída em 1956Equipes avaliam a estrutura de ponte na MGC-367, construída em 1956

Uma ponte construída em 1956, com 186 metros de comprimento, foi interditada neste sábado (22), na MGC-367 no município de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha. O entendimento de técnicos é que houve deslocamento em um dos 13 pilares da obra de arte, com rachadura na pista. Com isso a decisão foi fechar a passagem de veículos pesados já na quinta-feira (20). Agora a ponte estará fechada para veículos leves e até pedestres.

"Após vistoria realizada pelo engenheiro Wagner Antônio Gonlçaves da Silva, especialista em estruturas do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), definiu que a ponte sofrerá interdição total a partir do dia 22/1/2022 às 8h", informou o Corpo de Bombeiros Militar, em nota divulgada à imprensa.

A ponte, que fica sobre o rio Jequitinhonha, tem 8 metros de largura e 12 vãos. A rodovia MGC-367 liga o Vale do Jequitinhonha e a Bahia, além de outras cidades como Belo Horizonte, passando por Diamantina.

"Desta forma, a ponte do KM 564 será interditado totalmente, para veículos e transeuntes, devendo estes realizarem desvios evitando o caminho. A Polícia Militar já se encontrada na balança próximo a cidade de Diamantina, alertando os motoristas sobre a situação", esclarecem os bombeiros.

Divulgação CBMMG


Mais:
BR-381 completa uma semana interditada no Km321 em Nova Era
Erosão ameaça interromper mais um trecho de rodovia no Vale do Aço
Empresas enfrentam prejuízos e gestores temem efeitos da interdição da BR-381
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário