Incêndio florestal atinge o Pico do Machado, em Marliéria

A área formada dos picos, do Machado e do Jacroá faz parte da Zona de Amortecimento do Parque Estadual do Rio Doce (Perd)

Enviada por leitor


Há risco de a vegetação de toda a área, no topo da serra, ser consumida pelas chamas

Um incêndio florestal de grandes proporções destrói a cobertura vegetal no Pico do Machado, em Marliéria. Equipes do Corpo de Bombeiro Militares foram acionadas na noite de terça-feira (5) e ainda estão no local para combater as chamas. Até o momento, dois focos de incêndio foram identificados e são combatidos pelos bombeiros.

O Pico do Machado tem uma área mista, abrigando plantação de eucaliptos e mata nativa e faz divisa com o Pico do Jacroá. Há risco de a vegetação de toda a área, no topo da serra, ser consumida pelas chamas.

A área formada dos picos, do Machado e do Jacroá faz parte da Zona de Amortecimento do Parque Estadual do Rio Doce (Perd), que é considerado a maior área contínua de mata atlântica preservada no Estado. Parte da área atingida é de preservação permanente.

O fogo teria começado, terça-feira, em uma propriedade localizada na base do Pico do Machado. O caso ainda está em apuração.

Mais:
O Pantanal está em chamas
Áreas atingidas por incêndios em Ipatinga são monitoradas
Incêndio destrói seis hectares de vegetação em Timóteo
Detentos vão atuar no combate a incêndios florestais em Minas
Parque Estadual do Rio Doce passará por recuperação natural
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Mateus 07 de Novembro, 2019 | 22:50
Machado era um lugar ótimo de se passar os, finais de semanas e até morar. Mas com a chegada desses novos moradores só tem piorado a região. Não respeitam nada, e aí vai dar uma burrice de colocar fogo no terreno onde o mesmo acabou alastrando e pegando fogo em todo o morro. Infelizmente esta lá pegando fogo ainda, os culpados devem ser punidos, mas a região nunca mais será a mesma. Adeus nascente!
Era Um Lugar Feliz 06 de Novembro, 2019 | 22:18
Córrego do Machado já foi um lugar bom para se morar.Mais de uns tempos pra cá,com a chegada de moradores novos.Só problemas apareceu ,acho que foram enviados para tirar a paz daquele povo humilde que residem lá há anos.Dois incêndios em menos de 4 dias...
Justiça já. ...
Justiça Seja Feita 06 de Novembro, 2019 | 22:14
O responsável ainda não foi localizado. Fico admirado com esse tipo de pessoa,como que consegue colocar a cabeça no travesseiro e ficar tranquilo.Será que em nenhum momento se lembra das famílias em especial de Santo Antônio da Mata sofrendo com esse calor e para piorar sem água. O incêndio já vai para o segundo dia .
Essas pessoas adquiri sítios e acham que podem dominar o mundo. Tomar atitudes sem se preocupar com o próximo.
Se quer seu sítio limpo.Utiliza capina,roçada mas fogo não.
Córrego do Machado Pede Socorro. 06 de Novembro, 2019 | 15:28
Esse incêndio de forma criminosa e covarde castiga a localidade de Córrego do Machado desde ontem.Nascentes foram queimadas ,matas toda vegetação. O que preocupa mais é a situação do abastecimento de água de Santo Antônio da Mata e Córrego do Machado. Pois a nascente de água e a própria barragem foram atingidas.O incêndio ainda continua forte até o momento 15h30.Podendo atingir a cachoeira da Jacuba em Jaguaraçu.
O prejuízo já foi causado,a esperança agora que culpado Seja devidamente punido. Pois as pessoas estão se arriscando no combate .Trabalhadores e moradores locais.
Justiça seja feita

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO