09 de maio, de 2022 | 17:52

Homem que confessou brutal assassinato da mãe no bairro Industrial é sentenciado a 37 anos de prisão

Arquivo DA
Alfredo da Costa Laurenço pegou 37 anos de prisão em sentença proferida na tarde desta segunda-feiraAlfredo da Costa Laurenço pegou 37 anos de prisão em sentença proferida na tarde desta segunda-feira

Levado a Julgamento no Tribunal do Júri da Comarca de Ipatinga, Alfredo da Costa Laurenço pegou 37 anos de prisão em sentença proferida na tarde desta segunda-feira (9). O homem de 49 anos foi julgado por matar e enterrar o corpo da própria mãe, a aposentada Maria Auxiliadora da Costa Laurenço, de 78 anos, na rua Ucrânia, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso, em julho do ano passado. Ele havia confessado que matou a mãe a golpes de facão.
O MP denunciou Alfredo por homicídio quadruplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio), ocultação de cadáver e ainda fraude processual, por limpar e alterar a cena do crime.

No julgamento desta segunda-feira, Alfredo foi defendido pela defensora pública Ana Elisa Carvalho Fernandes Matos dos Santos. Ele foi considerado culpado pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri e sentenciado a 37 anos de prisão pela juíza de Direito que presidiu o julgamento. O réu ainda pode recorrer da sentença.

O crime foi praticado na residência onde mãe e filho moravam. O corpo de Maria Auxiliadora foi encontrado sepultado em uma cova rasa, em meio a bananeiras, nos fundos da casa da família.

Um vizinho viu quando Alfredo cavava o fundo do quintal e estranhou que no dia seguinte Alfredo tenha saído de casa e a idosa desapareceu. O vizinho desconfiou e chamou a polícia, que encontrou um travesseiro com sangue perto do local da cova e sinais de terra revirada no local. O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado e resgatou o cadáver.

A perícia da Polícia Civil constatou um ferimento no pescoço da idosa. Os levantamentos iniciais dos policiais militares apontaram que Alfredo havia embarcado em um ônibus no terminal rodoviário de Ipatinga rumo a Juiz de Fora, onde reside o seu pai. Antes, Alfredo fora visto por pessoas do bairro Industrial em uma bicicleta, transportando uma mala na garupa de uma bicicleta. A bicicleta foi encontrada trancada, no Centro de Ipatinga.

Alfredo foi localizado dentro de um ônibus em João Monlevade. Preso, confessou o crime. Segundo consta na Denúncia da 11ª Promotoria de Justiça de Ipatinga, Alfredo da Costa Laurenço confessou que surpreendeu a mãe idosa, quando ela estava deitada na cama dela, preparando-se para dormir.

Já publicado:

Homem que matou e enterrou a mãe no quintal é preso em João Monlevade
Filho que matou a mãe a facadas em Santana do Paraíso é denunciado por feminicídio
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário