01 de agosto, de 2021 | 15:26

Identificados os homens que morreram em caminhão que caiu da ponte torta na BR-381 em João Monlevade

Dois irmãos e o filho de um deles, do Sul da Bahia, são as vítimas de mais um acidente fatal na ponte torta, no Km 351 da Rodovia da Morte

Reprodução
Vanei Pereira da Silva, 46 anos, seu filho, Wauelington Santos Silva, de 21 e seu irmão, Vanderlei Pereira da Silva, de 55 anos, morreram no acidente Vanei Pereira da Silva, 46 anos, seu filho, Wauelington Santos Silva, de 21 e seu irmão, Vanderlei Pereira da Silva, de 55 anos, morreram no acidente

A ponte torta, localizada no Km 351 da BR-381, foi palco nesse domingo de mais uma tragédia. Suspensa num precipício de 20 metros, ao fundo do qual estão os leitos, do rio Piracicaba e da Estrada de Ferro Vitória Minas, a ponte torta entra para a história sem fim dos trágicos acidentes na BR-381 Norte, também chamada de rodovia da morte, dado os sinistros registrados diariamente em sua pista sinuosa e saturada com o tráfego entre o Sudeste e o Nordeste do Brasil.

O acidente deste domingo, já notificado pelo jornal Diário do Aço, foi registrado por volta de 9h, conforme dados da Polícia Rodoviária Federal e envolveu um caminhão Mercedes Bens, Atego 1418, com placas de São Roque do Canaã, estado do Espírito Santo, carregado com madeira, que trafegava sentido a Belo Horizonte.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar atuaram no local e resgataram três vítimas do acidente, Vanei Pereira da Silva, que completou 46 anos em 21 de julho e o filho dele, Wauelington Santos Silva de 21 anos.

A terceira vítima é Vanderlei Pereira da Silva, de 55 anos, completados no dia 2 de julho, irmão de Vanei. Informações levantadas pelo site Liberadade News, de Teixeira de Freitas, todos moradores do distrito de Barcelona, no município de Caravelas, Sul da Bahia.

Valnei era funcionário da FG Madeiras em Teixeira de Freitas (BA), e levava a carga para São Paulo. Os corpos, que estão na Medicina-Legal de João Monlevade, serão levados para Caravelas, onde serão velados. As causas do acidente ainda são desconhecidas e serão apuradas pela perícia da Polícia Civil.
Com a queda de uma altura de 20 metros, caminhão, carroceria e cargas ficaram Com a queda de uma altura de 20 metros, caminhão, carroceria e cargas ficaram "moídos" em meio a vegetação, perto do rio Piracicaba e a estrada de ferro Vitória a Minas

Caminhão e quatro mortes em janeiro

No dia 14 de janeiro deste ano foi registrado outro acidente grave no local. Um caminhão, que transportava material para pavimentação e trafegava rumo à cidade de Rio Piracicaba caiu do alto da ponte e ficou submerso no rio Piracicaba, com a rodas para cima.

Bombeiros Militares trabalharam três dias no local para remover os corpos de quatro trabalhadores que estavam na cabine do veículo da pedreira Nova Jerusalém, de Jaguaraçu.

Ônibus e 19 mortes em janeiro de 2020

O local é o mesmo onde despencou um ônibus, acidente em que morreram 19 pessoas no início do mês de dezembro de 2020. Contudo, o veículo caiu ao lado da estrada de Ferro Vitória a Minas, que passa pela margem do rio Piracicaba.

Saldo macabro

Com isso, somente a ponte torta, na "rodovia da morte", cuja duplicação é esperada há décadas pelos mineiros, para melhorar as condições de trafegabilidade, já deixou 26 mortes. São os três de hoje, mais quatro de janeiro de 2021 e outros 19 em dezembro de 2020.


MAIS FOTOS

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Ferreira

01 de agosto, 2021 | 21:27

“Enquanto isso a concessão da rodovia vem aí, pedágios vem aí, mais mortes vem aí, aguardem”

Envie seu Comentário