06 de fevereiro, de 2021 | 10:00

Idosa de Timóteo cai no Golpe do Motoboy

Criminosos têm feito seguidos ataques, com diferentes métodos de golpes; idosos estão entre os principais alvos das quadrilhas

Alex Ferreira / Arquivo DA
Golpistas ligam para clientes bancários, na maioria dos casos idosos, em busca de dados e senhas de cartões; o grande lance do golpe é mandar um  motoboy buscar os cartões na casa das vítimas Golpistas ligam para clientes bancários, na maioria dos casos idosos, em busca de dados e senhas de cartões; o grande lance do golpe é mandar um motoboy buscar os cartões na casa das vítimas

Os golpistas deram prejuízo a uma idosa, moradora de Timóteo, ao aplicarem o “Golpe do Motoboy”, que consiste em convencer as vítimas a repassarem dados bancários e senha de cartões, de débito e de crédito.

O crime foi registrado por volta de 19h30 na rua Dinamarca, bairro Ana Rita, em Timóteo. A vítima teve um prejuízo de R$ 900 e o rombo na conta bancária só não foi maior porque a vítima descobriu logo no primeiro saque e conseguiu bloquear os cartões.

M.A.S., de 66 anos, acionou a Polícia Militar e informou que se encontrava em casa quando recebeu uma ligação telefônica. Uma pessoa identificou-se como funcionária da central de seguros das bandeiras dos cartões Master Card e Visa Card, relatando que os cartões da vítima estavam sendo usados numa unidade das Lojas Americanas na cidade de São Paulo e perguntou se a idosa tinha autorizado tal compra.

A timoteense respondeu que não e, então, a atendente disse que precisava bloquear os cartões e que, para isso, necessitava das senhas, bem como iria mandar um motoqueiro ir até a residência da cliente buscar os cartões. Sem perceber que era vítima de golpistas, a vítima então repassou à suposta funcionária das empresas de cartões a sua
senha.

Enquanto a vítima conversava ao telefone com a criminosa, como parte da encenação, a estelionatária disse que iria repassar a ligação para a Polícia Federal.

Enquanto era enganada na conversa ao telefone, chegou à residência da vítima um indivíduo em uma motocicleta e recolheu os cartões de crédito com as bandeiras Master e Visa, do Banco do Brasil, e um cartão de crédito do banco Itaú.

Minutos depois a vítima abriu o extrato bancário e constatou que cinco minutos após o motoqueiro sair de sua porta com os cartões foi efetuado um saque no valor de R$ 900 em sua conta. A partir dessa constatação a vítima ligou para a operadora dos cartões e pediu o bloqueio. Os bandidos ainda tentaram efetuar mais uma compra com os cartões, mas sem conseguir.

Outro caso


Os criminosos têm feito seguidos ataques, com diferentes métodos de golpes e os idosos estão entre os principais alvos das quadrilhas. Na quinta-feira (4), um idoso de Santana do Paraíso também foi vítima da quadrilha de golpistas, conforme noticiou o Diário do Aço , e só não perdeu suas reservas financeiras porque a filha descobriu logo depois que o pai tinha sido enganado pelos bandidos.

No momento em que a filha ligou para o banco, os criminosos tentavam fazer um compra usando os dados furtados do idoso e a operação foi bloqueada.

Recomendações


Os bancos informam que jamais pedem senhas dos cartões dos clientes. Esses dados são de uso pessoal. Também jamais enviam funcionários às residências dos clientes.

A recomendação é que as pessoas nunca informem dados pessoais por telefone. Quem tem parentes idosos também devem levar até eles a informação do risco desse tipo de golpe.

Notícia sobre os golpes:

Mulher salva o pai de ser enganado no Golpe do Motoboy, em Santana do Paraíso
Aposentado é enganado no Golpe do Motoboy em Ipatinga
Preso em Ipatinga jovem suspeito de aplicar o golpe do motoboy
Golpe do motoboy dá prejuízo para aposentada, em Ipatinga
Morador do Bom Jardim é vítima do golpe do cartão
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário