14 de outubro, de 2020 | 21:35

Padre Adriano é encontrado morto em Manhumirim

Vigário de Simonésia deixou a irmã em Reduto, saiu em um Onix sentido a Simonésia, não chegou ao destino e foi encontrado carbonizado em Manhumirim

Álbum pessoal
Adriano da Silva Barros tinha 36 anosAdriano da Silva Barros tinha 36 anos

Procurado desde terça-feira (13), quando saiu da cidade de Reduto para Simonésia, ambas cidades na Zona da Mata Mineira, o padre Adriano da Silva Barros, 36 anos, Vigário da Paróquia de Simonésia, foi encontrado sem vida na zona rural de Manhumirim no começo da noite dessa quarta-feira (14). Um homem preso logo depois confessou o crime.

A informação foi divulgada preliminarmente pelo Delegado Regional de Manhuaçu, Paulo Roberto, conforme apurou o Diário do Aço. Entretanto, o pároco de Simonésia, Júlio César, confirmou que o padre Adriano foi encontrado carbonizado e seu corpo foi reconhecido pelos seus irmãos agora a noite.

Júlio explica que Adriano da Silva Barros tinha ido almoçar com os pais em Martins Soares e, na volta, deixou a irmã na cidade de Reduto, por volta de 13h30 para, então, continuar a viagem até Simonésia.

Testemunhas disseram que o padre saiu de Reduto, dirigindo um Chevrolet Onix, de cor branca e placas QWS-4472 (Simonésia-MG), mas não chegou ao seu destino.

Na manhã dessa quarta-feira foi iniciada uma campanha em busca do padre, que foi localizado sem vida. Até a noite dessa quarta-feira, faltava a confirmação oficial. Isso dependerá agora de um exame de DNA, mas os indícios apontam que o corpo encontrado seja mesmo do padre. Os irmãos identificaram alguns sinais que indicam a identidade de Adriano. A polícia trabalha com a hipótese de um latrocínio (roubo seguido de morte).

A investigação policial também aponta que o carro foi visto trafegando em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, levado por criminosos.

Veja também:
Homem preso em Manhumirim confessa assassinato de padre

Nota oficial - Polícia Civil. Manhuaçu 14/10/2020-21h15

Foi encontrado o início da noite desta quarta-feira, 14/10/20, o corpo do Padre Adriano, Vigário da Paróquia de Simonésia.

O corpo estava em uma estrada rural próxima a Manhumirim. Exames periciais iniciais indicam ao menos cinco perfurações causadas por arma branca - possivelmente uma faca -, sendo essa a possível causa da morte. A vítima estava carbonizado e vestígios de gasolina foram encontrados no local.

Familiares fizeram reconhecimento da vítima. Pertences pessoais encontrados junto ao corpo, em especial uma aliança usada por religiosos, corroboram para identificação. Exames de DNA poderão ser realizados a critério do Delegado de Polícia que presidirá o Inquérito Policial.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio, pois já se tem informações de que o veículo da vítima foi visto no Estado do Rio de Janeiro na madrugada, por volta das 2h30, do dia 14/10/20.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Alinhas

15 de outubro, 2020 | 08:38 Resposta

“Nos cristão, temos que tomar muito cuidado quando pedimos a DEUS que acolha uma pessoa no Céu. Motivo lendo trecho da reportagem onde o homem confessou crime. Tem a seguinte informação: (Em conversa com o maior de idade ele confessou a autoria do crime. Alegou que tinha um (relacionamento) com o padre e os dois se desentenderam por causa de um valor que eles estavam combinando, não teriam chegado a um acordo). Não sei qual seria esse relacionamento, mas que devemos vigiar e orar. Agora não a justificativa para cidadão que fez essa covardia com esse ser humano. ”

Bruno

15 de outubro, 2020 | 07:13 Resposta

“A dor, a saudade ficará...
No entanto a força e a alegria voará mais alto, pois, a vida de um sacerdote é a vida do próprio Cristo que dá sua vida em favor de muitos. Esses irmãos os entrego nas mãos de Deus e que eles se convertam e entendam de uma vez por todas que Deus é e basta.”

Elizabeth

15 de outubro, 2020 | 03:57 Resposta

“Que Deus, na sua infinita misericrdia acolha. No Ceu o Pe. Adriano. e persiga o (os) que fizeram essa trucidade com um Sacerdote de Cristo e da Imaculada Conceicao ate que ele (s) nao resista (m) mais e se arrependam e se convertam.

Que o Bom Deus de o dom da Fortaleza aos familiares, a irma, e paroquianos do Pe. Adriano.
Que o todo sofrimento deste Sacerdote seja semente para novos Catolicos e novos e santos Sacerdotes. Amem.”

Envie seu Comentário