24 de setembro, de 2020 | 15:45

Trabalhadora vítima de fraude tem desviada parcela do seguro-desemprego

Alex Ferreira
Elisângela levou o seu caso para a Justiça Federal e pede ressarcimento do valor referente à parcela do seguro-desemprego Elisângela levou o seu caso para a Justiça Federal e pede ressarcimento do valor referente à parcela do seguro-desemprego

Uma trabalhadora demitida da função de operadora de caixa em uma rede de drogarias em Ipatinga denuncia que foi vítima de fraude e teve desviada uma das três parcelas do seguro-desemprego às quais tinha direito.

Elisângela Márcia Rodrigues Vale Cardoso procurou a redação do Diário do Aço para informar que foi demitida de seu trabalho e recebia o seguro-desemprego normalmente. A primeira e a segunda parcelas, no valor de R$ 1.064 cada, foram sacadas regularmente nos meses de julho e agosto.

Na terça-feira (22), ela conferiu que a terceira e última parcela do seguro tinha sido emitida e encaminhou-se a uma agência da Caixa, para fazer o saque, usando para isso o seu Cartão Cidadão.

Entretanto, a beneficiária do seguro não conseguiu efetuar o saque nos caixas de autoatendimento e procurou a gerência, sem sucesso na tentativa. Elisângela saiu do banco e foi até uma unidade da Polícia Militar para registrar um boletim de ocorrência.

Já na quarta-feira (23) a mulher foi informada, ao procurar novamente o banco, que alguém sacou o seu benefício em um caixa eletrônico na cidade de São Paulo, na noite de terça-feira, no mesmo dia em que a beneficiária tentou receber o dinheiro em Ipatinga.

Rosângela afirma que tem conhecimento de outros casos dessa natureza e que ainda na quarta-feira procurou a Justiça Federal para ingressar com uma ação pedindo a reparação do dano que teve.

“Nós temos sempre a ideia que no banco o nosso dinheiro está seguro, mas os fatos têm demonstrado o contrário. Decidi fazer a reclamação junto à Justiça e vim ao jornal porque as pessoas precisam saber disso, se foram vítimas de uma fraude, de um golpe, que não fiquem caladas e busquem seus direitos”, afirmou. Veja, no vídeo mais embaixo, o depoimento completo da ipatinguense.

Reprodução
Ao tentar sacar a terceira e última parcela do seguro-desemprego em Ipatinga, mulher descobriu que tinha sido vítima de uma fraude Ao tentar sacar a terceira e última parcela do seguro-desemprego em Ipatinga, mulher descobriu que tinha sido vítima de uma fraude
Resposta da Caixa

Procurada pela reportagem, a assessoria da Caixa enviou nota informando que os procedimentos de habilitação ao benefício (seguro-desemprego) são realizados pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia e que o banco atua no seguro-desemprego como agente pagador do benefício.

“Uma vez disponibilizadas para pagamento, as parcelas podem ser sacadas nas agências ou casas lotéricas mediante a identificação do trabalhador ou por meio do uso do cartão do cidadão e senha. O saque pode ainda ser realizado sem cartão e senha em uma das agências da Caixa, considerado serviço essencial”, explicou a nota.

Ainda conforme a Caixa, nos casos em que o beneficiário não reconhece o saque da sua parcela do seguro-desemprego, o cliente deve procurar a Secretaria do Trabalho ou suas representações, vinculada ao Ministério da Economia, para dar início ao processo de contestação de saque.

Ainda conforme a assessoria, a Caixa colabora com os órgãos de segurança pública competentes para apuração de indícios de irregularidade, realizando monitoramento das transações de pagamento de benefícios sociais, com o objetivo de coibir eventuais ocorrências de fraude.

“Como medida de segurança, a Caixa orienta o beneficiário a guardar o cartão em local seguro e a não anotar a senha em papéis. Orienta ainda que os clientes não peçam ajuda para pessoas desconhecidas que estejam no setor de autoatendimento das agências, devendo ser atendidos apenas por empregados ou prestadores de serviço do banco, devidamente identificados com crachá”.



Já publicado

Presos em hotel de Ipatinga bandidos confessam saques criminosos do FGTS
Ipatinguense teve auxílio emergencial desviado em fraude
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Sandra

25 de setembro, 2020 | 17:55

“To na mesma situação 1: foi paga ja 2:não tevi sucesso.”

Anaildo Pereira Deziderio

25 de setembro, 2020 | 02:52

“Também tive minha 3? parcela de cinco sacada ,dia 11/08/2020 e ainda não consegui entrar com o processo de contestação de recebimento.”

Tj

24 de setembro, 2020 | 16:17

“Isso tanbem aconteceu com um amigo meu”

Envie seu Comentário