Expectativa marca anúncio de nova mantenedora para hospital em Timóteo

Fontes asseguram que a FSFX deverá assumir o Hospital e Maternidade Vital Brazil, em caráter emergencial, para evitar que instituição feche as portas

Arquivo DA


Vista aérea do bairro Timirim, onde está localizado o prédio do hospital

É aguardado para a tarde dessa quinta-feira (10) o anúncio, pelo Governo do Estado de Minas Gerais, da nova mantenedora do Hospital e Maternidade Vital Brazil.

Hoje vence o comodato da Aperam com a Sociedade Beneficente São Camilo e a instituição não irá renovar o comodato com a companhia siderúrgica. Veja atualização da notícia: Fundação São Francisco Xavier é confirmada no hospital em Timóteo.

Embora exista um contrato em vigor, entre a São Camilo e o governo do estado, é certo que a instituição deixa hoje o hospital.

Para o hospital não fechar, desde o fim do mês de agosto Estado, Município e a Aperam vinham tratando de forma emergencial do assunto.

Fontes ouvidas pelo Diário do Aço, na manhã dessa quinta-feira, entretanto, asseguram que a saída encontrada pelas partes envolvidas foi fechar um acordo emergencial com a Fundação São Francisco Xavier, de Ipatinga, que tem expertise em administração hospitalar.

A fundação pediu prazo inicial de 4 dias para cuidar da transição nesse momento, o que envolve ativos, funcionários do hospital, sequência de atendimento a pacientes internados, entre outras questões.

Também o município de Timóteo deverá assegurar recursos para que o hospital tenha sequência no funcionamento, até que haja a transição definitiva. A informação oficial, entretanto, só será conhecida no fim da tarde de hoje.

Entenda a situação do hospital Vital Brazil

No dia 5 de junho passado foi anunciado pelo presidente da Aperam, Frederico Ayres, que o Hospital Vera Cruz seria o novo mantenedor do Hospital Vital Brazil, no lugar da São Camilo.

Entretanto, uma reviravolta ocorreu no fim do mês de agosto, quando o juiz de Direito da 2ª Vara Civel da Comarca de Timóteo, Maycon Jésus Barcelos, acatou uma ação movida pelo Ministério Público e suspendeu o contrato entre Aperam e o Hospital Vera Cruz.

Na ação, o Ministério Público sustentou que não foi preservado o atendimento público da população local pelo SUS. Na prática, falta um convênio entre a nova mantenedora e o Governo do Estado de Minas Gerais, sem o qual, seria impossível o atendimento via SUS. Desde então, segue o impasse envolvendo o Hospital Vital Brazil.

Já publicado:
Solução para impasse do Hospital Vital Brazil deverá ser resolvida por via judicial
Caberá ao Governo do Estado de Minas Gerais anunciar solução para hospital em Timóteo
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO