Ipatinga registra o nono óbito por covid-19

Wôlmer Ezequiel/Arquivo DA


A paciente foi levada para a UPA e morreu horas depois
Na noite desta sexta-feira (5), a Administração de Ipatinga recebeu a confirmação de mais um óbito em decorrência de complicações por coronavírus (covid-19). Trata-se de uma mulher de 51 anos, que era moradora do bairro Horto.

Ela foi internada na última terça-feira (2), na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com dificuldade respiratória, e morreu horas depois.

A família recebeu as orientações protocolares quanto à realização do velório e sepultamento.

Veja mais:

Bom Jesus do Galho registra primeira morte por covid-19

Santana do Paraíso registra quarto óbito por covid-19

Belo Oriente registra primeiro óbito por covid-19
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Cacilofenes Forja 08 de junho, 2020 | 21:39
Metaforicamente, há 100 pessoas em um barco com a missão de atravessar o lago da quarentena. Se pelo menos 70 pessoas remarem na mesma direção a travessia será feita em no máximo 60 dias.
O que está acontecendo com o barco é que 30 remadores não estão remando, 22 remando contra e 48 remando na direção correta.
Resultado ou o barco vai afundar ou vai demorar ao invés de 60 dias, 180 dias.
Caso seja verdade que o isolamento está até agora em 48%, fica claro, por esses indicadores, que o presidente tem razão em ser contra o isolamento, não porque o isolamento não dê resultado mas sim porque não somos educados o suficiente para nos mantermos 70% ou mais em quarentena. Não governante em lugar nenhum do mundo que possa dar educação bypass para todos num evento mágico.
Bira 08 de junho, 2020 | 17:01
Não viram nada: vai lá no horto dia de sábado no buteco em frente ao Ito... idosos bebem o dia inteiro.
Demi Silva 07 de junho, 2020 | 18:44
A praça do bairro limoeiro está sempre lotada, parece até festa.. muitos senhores de idade ficam lá jogando truca, o dia todo..
Joaquim 07 de junho, 2020 | 14:39
De novo ! Hoje domingo fiz o mesmo trajecto um bar chamado waguinho em frente a policlinica municipal lotado de bebum com capu de carro cacamba de caminhonete e cadeiras de praia no gramado bebendo e fumando. Comendo petiscos no maior desrespeito ao decreto.logo adiante o mesmo se repete no tulipas bar ao lado do hospital municipal. Ou seja os grandes símbolos da saúde da cidade policlinica e hospital sendo ironicamente sendo desrespeitados.parece que o decreto serviu somente para os eleitores das feiras livres e lojas roupas.com palavra sr .prefeito.
Shesheu 07 de junho, 2020 | 10:08
O comentário do Joaquim está correto. Passo sempre na porta da policlínica e tem um bar lá que é uma farra! As pessoas consumindo bebida alcoólica e comendo petiscos com a maior naturalidade, sem nenhuma proteção!
Na Vila Celeste, tem um bar perto do ponto final "Bar do Divino", é a pior, fica um tanto de bebuns o dia todo na porta, bebendo tranquilamente, sem nenhuma proteção.
Fiscalização, vamos agir!! Não adianta fechar só as lojas de roupas!!!
Maria José 07 de junho, 2020 | 08:41
Enquanto aumenta os números de mortes e casos positivos em Ipatinga a única coisa que os comerciantes pensam é ir fazer protesto para retornar o comércio que nem vai ficar fechado por tempo necessário para se combater a transmissão desenfreada que esta ocorrendo! Agem como se fosse somente em Ipatinga que estivesse ocorrendo COVID. É uma dura realidade mundial, todo nosso país esta sofrendo com isso, empresas em vários estados estão fechadas para um propósito maior, quem é realmente comerciante se reinventa em momento de crises, lojas estão vendendo online e trabalhando home-office. Estou atualmente em Florianópolis tenho 2 empresas e aqui esta sem transporte público desde Março, comércio voltou em abril com regras, faz tempo que é obrigatório o uso de máscaras, praias fechadas, praças e fiscalização dos órgãos responsáveis. Não basta ter decretos para as coisas funcionarem, tem que ter conscientização da população e dos comerciantes também. As vidas valem mais... A vida não só da minha família, dos meus funcionários e da população também!.
Joaquim 06 de junho, 2020 | 20:19
E os bares continuam fazendo a festa .hoje mesmo estava indo para o hospital municipal cortei caminho pela policlinicá municipal e deparei com uma verdadeira festa regrada a cerveja e petiscos vendidas por um bar que parece que estava seguindo as regras.mas as pessoas bebendo e fumando a luz do sol nas calçadas e jardins da policlinica no cidade nobre.cade a fiscalização da PMI e do ministério público?
Geovan Fernando Rodrigues de Almeida 06 de junho, 2020 | 20:01
Tem que investigar.
Anderson Martins 06 de junho, 2020 | 19:24
Muito triste , deus cuida de todos nós ?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO