Número de casos do novo coronavírus no Brasil ultrapassa 510 mil e recuperados de covid-19 chegam a 206 mil

Do total de casos confirmados, 278.980 (54,2%) estão em acompanhamento e 206.555 (40,1%) pacientes se recuperaram


Paciente da covid-19 é tratado no Hospital de Campanha do Riocentro - Foto: Divulgação

Pedro Rafael Vilela - Repórter da Agência Brasil
O Brasil chegou a 514.849 casos do novo coronavírus, mais de meio milhão de pessoas infectadas com a doença, com a inclusão nas estatísticas de 16.409 novos casos. Com 480 mortes registradas nas últimas 24 horas, o número de óbitos pela covid-19 chega a 29.314. Os números foram atualizados, no início da noite deste domingo (31), pelo Ministério da Saúde.

Do total de casos confirmados, 278.980 (54,2%) estão em acompanhamento e 206.555 (40,1%) pacientes se recuperaram. Há ainda 4.208 óbitos em investigação.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de mortes: 7.615. O estado é seguido, em número de óbitos, pelo Rio de Janeiro (5.344), Ceará (3.010), Pará (2.923) e Pernambuco (2.807).

Na sequência, aparecem Amazonas (2.052), Maranhão (955), Bahia (667), Espírito Santo (604), Alagoas (443), Paraíba (360), Rio Grande do Norte (305), Minas Gerais (271), Rio Grande do Sul (224), Amapá (222), Paraná (182), Distrito Federal (170), Piauí (161), Sergipe (158), Rondônia (156), Santa Catarina (136), Acre (148), Goiás (124), Roraima (116), Tocantins (73), Mato Grosso (61) e Mato Grosso do Sul (20).

Já em número de casos confirmados, aparecem nas primeiras posições do ranking São Paulo (109.698), Rio de Janeiro (53.388), Ceará (48.489), Amazonas (41.378) e Pará (37.961). Entre as unidades da federação com mais pessoas infectadas estão ainda Maranhão (34.639), Pernambuco (34.450), Bahia (18.392), Espírito Santo (13.690) e Paraíba (13.162).

Na comparação internacional, o Brasil figura em segundo lugar no número de pessoas infectadas (514 mil), atrás dos Estados Unidos (EUA), com mais de 1,7 milhão de casos, de acordo com balanço divulgado pela Universidade Johns Hopkins, que reúne os números oficiais dos países. Em número de óbitos, o Brasil ocupa a quarta colocação, atrás de Estados Unidos (104.319), Reino Unido (38.571) e Itália (33.415).

Veja também:
Números oficiais do novo coronavírus (covid-19) no Vale do Aço- Domingo 31/5
Com multiplicação de óbitos, Ipatinga deve fechar todo o comércio novamente
Veja os números de covid-19 nas cidades do Vale do Aço
Prefeitos de 28 municípios da região são alertados sobre índice de infecções por covid-19
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cleuzeni Torres 29 de maio, 2020 | 08:23
"Seu ex presidiário Lula", típico discurso de bolsonarista sem cérebro. Quem falou que eu apoio o ex-presidiário Lula? Esse é o problema. Tudo agora é polarização. Acorde, eu faço parte de uma corrente de pensamento político que está muito acima dessa dualidade, "bolsolula". Vamos derrotar os dois, esperem. O nosso Brasil não pertence a Lula nem a Bolsonaro.
Eu Trabalhador 29 de maio, 2020 | 08:06
Cleuzenir,nem que esta com coronavirus no primeiro momento sabe q está infectado.imagina o ministério da saude?
Sobre sua fala de estarmos dem governo,engano seu! Nosso pais está nos trilhos certos.pena q existem ainda muitos larapios e aprovetadores da patria solto como seu ex presidiario lula!
Felipe Toledo 28 de maio, 2020 | 12:50
Concordo com você Cleuzeni, estamos sem governo, com um poste incopetente que fica ameaçando a democracia todo dia e seu rebanho de gados alienados dando respaldo a suas ações ilógicas, temos um pandemia séria numa péssima época política e econômica.
Cleuzeni Torres 26 de maio, 2020 | 07:19
Saiu ontem a notícia sobre uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), que concluiu que o Brasil tem sete vezes mais casos de coronavírus do que os números oficiais divulgados pelo Ministério da Saúde. O levantamento foi divulgado pela RBS TV. Estamos perdidos e sem governo.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO