Mais duas vítimas do golpe do motoboy no Vale do Aço

Golpistas agiram contra dois aposentados na cidade de Ipatinga nas últimas horas

Os bandidos que aplicam o conhecido “Golpe do Motoboy” voltaram a dar as caras no Vale do Aço, com o registro de duas vítimas atacadas em Ipatinga nesta terça-feira (12). Em um dos casos, o aposentado de 72 anos ficou no prejuízo de mais de R$ 6 mil em compras e saques em terminais eletrônicos bancários. As ocorrências foram encaminhadas para a delegacia de Polícia Civil para investigação.

O aposentado de 72 anos procurou a Polícia Militar para denunciar que recebeu telefonema de uma pessoa que se passou por funcionário do Banco do Brasil. O golpista alegou que tentaram fazer uma compra no valor de RR$ 1.299 no cartão de crédito do idoso na cidade de Três Corações.

O idoso negou ter feito qualquer compra e acabou orientado pelo tal atendente a pegar o número do 0800 que consta impresso no talão de cheques para telefonar. A vítima desligou o telefone fixo e não notou que o golpista ficou na linha. Uma pessoa se passou por funcionária do 0800 para realizar o cancelamento do cartão.

Além de supostamente bloquear o cartão da vítima, a atendente disse que o idoso teria que fazer uma carta de próprio punho contestando a tal compra em Três Corações. Após passar os dados pessoais, inclusive a senha, a vítima iria receber a visita do funcionário do banco para recolher a carta e o cartão de crédito do idoso.

Motoboy buscou o cartão

Cerca de 20 minutos depois apareceu um motoboy, daí o nome do golpe, pegando os objetos da vítima. Assim que o tal cúmplice do estelionatário foi embora o idoso passou a desconfiar da situação e foi até o banco, mas devido ao horário não conseguiu falar com algum atendente. Ele entrou em contato com o 0800 e desta vez falou realmente com o funcionário de uma agência. Foi quando a vítima descobriu que havia caído em um golpe. Os marginais fizeram duas compras nos valores de R$ 3.499 e R$ 1.199, além de dois saques em um terminal eletrônico no valor de R$ 1 mil cada um.

Outra vítima

A segunda vítima foi uma aposentada de 64 anos, que recebeu a ligação telefônica de uma pessoa que se identificou como funcionário da Caixa Econômica Federal. Como no primeiro caso, a golpista disse que tentaram fazer compras na cidade de Três Corações com o cartão da idosa.

Ela também foi orientada a ligar para o telefone 0800 do banco para bloquear o cartão e contestar a compra. A vítima, como no caso do aposentado, foi orientada a escrever a carta e entregar o cartão para o funcionário do banco que iria até a casa dela pegar os objetos. Pouco depois chegou o motoboy e foi embora com os cartões e a carta.

A idosa resolveu verificar o aplicativo do banco e verificou três tentativas de compras, uma no valor de R$ 1.900, outra de R$ 500, as duas compras pendentes para confirmação e ainda uma terceira de R$ 480 negada pela administradora do cartão. Neste caso, os golpistas mandaram a vítima digitar a senha no aparelho de celular. Os dois casos, semelhantes a vários outros iguais, foram registrados pela Polícia Militar.

Outros golpes relacionados:

Idoso de 84 anos é lesado no ''Golpe do Motoboy'', em Coronel Fabriciano
Bandidos do Golpe do Motoboy continuam a agir no Vale do Aço
Golpe do Motoboy volta a ser registrado no Vale do Aço
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Hans Muller 14 de maio, 2020 | 10:43
Gente o povo tem que ter mais maldade. Todo dia e noticiado esse tipo de golpe em jornal, tv e em sites. Estou com 54 anos e meu medo e quando eu ficar mais velho é ficar bobo.
Silvana Paula 13 de maio, 2020 | 18:45
Infelizmente muita das vezes falta de interesse de investigação da polícia sivil porque tem algum meses sofri um golpe do falsso empréstimo
Depositei 500 reais na conta do criminoso ele dizia que esse valor era para pagar o fiador depois que fiz o depósito ele comessou a pedir mais dinheiro desconfiei e não dei mais nada fiquei no prejuízo mais a minha única preocupação foi porque meus dados ficou com o criminoso ele pegou todos os meu documentos meu esposo foi para fazer um boletim de ocorrência a polícia só fez o boletim mais não quis investigar só falou que não tinha mais jeito esses criminosos comete crime porque eles sabe que não vai dar nada para eles
Joanas 13 de maio, 2020 | 16:01
Estes marginais como decobre o telefone o banco da vitima ha peixe grande dando estas informacoes previlegiada pra eles .eles tem todos os dados da vitima cade a investigacao a fundo disto ai.cai no golpe perde o dinheiro faz o bo e pronto .e com isso os bandidos vai enchendo o bolso e a vitima sem o dinheiro .
Cidadão 13 de maio, 2020 | 15:50
Brasil infelizmente é isso, gente muito tola e inocente de um lado e uma bandidagem sem limites do outro.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO