Estado divulga balanço parcial das ações de segurança no Carnaval

Plano especial termina no domingo (1/3); até agora, houve redução em índices como crime violento e roubo

Divulgação / PMMG


Em todo o estado houve redução em vários índices

Mais de 500 blocos temáticos e desfiles de escolas de samba na Avenida Afonso Pena, no centro de Belo Horizonte, arrastaram público recorde para as ruas, movimento observado também no interior. E, no quesito segurança pública, o Carnaval 2020 também será lembrado pela redução nos índices de criminalidade.

Até aqui, segundo a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), os dados preliminares indicam que, na capital, houve diminuição significativa em vários índices de violência. Em comparação aos números de 2019, a Polícia Militar registrou 30% menos ocorrências relacionadas a crimes violentos; redução de 29% em crimes de roubo em geral; 29% de queda no roubo de celular e 5% em furto de aparelhos.

Em todo o estado, também houve redução em vários índices: cerca de 30% de queda nos crimes violentos; redução de 30% em crimes de roubo; 26% menos roubos de celular; e 8% de redução nos furtos dos telefones móveis.

No balanço parcial, de sexta-feira (21/2) a quarta-feira (26/2), a PMMG realizou 27.400 operações. A corporação reforça que o uso de tecnologia - com drones e câmeras de alto alcance e precisão, entre outros equipamentos que flagaram atos de criminalidade, brigas e tráfico de drogas - foi fundamental para apoiar as ações que objetivaram a segurança da população e dos visitantes durante a festa.

Importunação sexual

Em contrapartida, houve um aumento no registro de ocorrências de importunação sexual na capital mineira, 18 em 2020 contra 12 no ano anterior. O acréscimo, no entanto, pode ser explicado pela tomada de consciência das mulheres sobre o crime, alvo de campanhas de conscientização realizadas no estado. Também houve um planejamento detalhado para garantir o efetivo policial nas ruas, o que facilitou a ação de registro de ocorrência deste e de outros crimes cometidos durante o Carnaval. A partir do ano que vem, a entidade irá cruzar os dados para comparar estatísticas.

Ainda em relação ao crime de importunação sexual, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) divulgou balanço de ocorrências na capital e em cidades do interior (veja o quadro aqui).

O balanço final das ações das polícias Militar e Civil de Minas Gerais será fechado após o domingo (1/3), quando o calendário da folia será oficialmente encerrado no estado.

Veja também:
Vandalismo e quebradeira no encerramento do Carnaval
Festa de carnaval em Ipatinga arrecada cerca de 20 toneladas de alimentos
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO