Vandalismo e quebradeira no encerramento do Carnaval

Atos de selvageria, lojas com portas destruídas e prisões ocorreram do lado de fora de evento carnavalesco promovido no Centro de Ipatinga

Reprodução de vídeo


Equipes da PM foram mobilizadas para dispersar grupo que se aglomerava nas imediações de local onde foi promovida uma festa de carnaval

Muita correria, veículos danificados, portas de lojas amassadas ou portas de vidro estilhaçadas, intensa movimentação de viaturas, tiros de borracha e pessoas feridas. “O fim do carnaval em Ipatinga não foi dos mais civilizados”, escreveu uma testemunha em mensagem publicada em uma página de mídia social, na noite de terça-feira (25).

As cenas de selvageria pelas ruas não ocorreram no interior da área demarcada para a realização de um evento carnavalesco denominado Carnariru, no Novo Centro, em Ipatinga.

Tanto no episódio da noite de terça-feira quanto no de sábado, quando houve outra balbúrdia, as ocorrências foram do lado de fora do local do evento, conforme noticiado pelo Diário do Aço.

Os casos do fim da noite de terça-feira são os mais variados, mas os principais deles são os seguintes, conforme registrado pela Polícia Militar:

Na avenida João Valentim Pascoal, a portaria de vidro da empresa Itacred foi destruída por volta de 23h. Um homem de 39 anos foi identificado por populares como o autor do vandalismo. Ele foi visto chutando e dando socos nas portas e grades de lojas no centro. Ao atingir a porta da financeira, o vidro não suportou e ruiu.

Preso por policiais militares ele alegou que estava em um momento de ira e revolta e por isso chutava as portas das lojas.

Alegou que estava nervoso por ter sido agredido por um militar nas proximidades do evento carnavalesco ocorrido no Novo Centro. Não soube dizer quem era o agressor.

Já na avenida Macapá, bairro Veneza I, moradores acordaram para gravar vídeos da correria e ação da PM para a dispersão dos grupos de pessoas que se encontravam nas imediações do evento na avenida Zita de Oliveira.

As imagens são de correria. Em um dos vídeos a vidraça de uma porta de vidro de uma loja de móveis é estilhaçada pelas pessoas em fuga.

O alvo foi a Minas Loja, na avenida Macapá, onde os danos ficaram restritos à porta de vidro estilhaçada. Os autores do vandalismo não foram identificados. Como a avenida Macapá possui vários estabelecimentos com câmeras instaladas, os causadores dos estragos poderão ser identificados posteriormente.

A exemplo de uma ocorrência de sábado, a fuga em massa ocorreu sentido a avenida Macapá e deixou marcas

Ferida por fogo amigo

Entre os envolvidos, a jovem R.C.S., de 21 anos, foi encontrada ferida com cortes no rosto e couro cabeludo e estava sentada na calçada.

Ela confessou que, na companhia de outras pessoas e de posse de um pedaço de madeira, desferiu golpes em uma caminhonete Fiat Strada, que se encontrava estacionada.

A jovem confessou que o grupo atirou pedras, pedaços de madeira e garrafas nos policiais militares que dispersavam o grupo. Um dos comparsas, ao atirar uma garrafa contra os policiais, essa garrafa atingiu um obstáculo e quebrou-se. Os cacos de vidro atingiram a jovem que acabou ferida. Ela ficou no local e os demais fugiram tomando rumos diversos.

O SAMU foi acionado para prestar socorro à mulher, que foi detida depois de ser liberada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Vidro de carro

Já na rua São João Del Rei, no Centro, um Ford Fiesta foi encontrado com o vidro lateral quebrado, no lado do carona. No local não foi encontrado o proprietário que certamente participava do carnaval no Garajão e teria uma surpresa, ao retornar para o veículo.


Fim do carnaval 2020 em Ipatinga

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Silva Amiga da Policia 27 de fevereiro, 2020 | 19:14
Que vergonha p Ipatinga,enquanto em BH o comandante da PM deu os parabéns pelo baixo índice de ocorrências!! E olha q foram 6 milhões de foliões.
Palhaço 27 de fevereiro, 2020 | 08:30
Não sei de onde tiram que o prefeito ajuda realizar a festa. O estabelecimento, como outro qualquer entra com as documentações na prefeitura, se esta tudo ok, qual motivo de proibir? Ano que vem faz la no Clube do Cavalo, por que ai não tem nada pra destruir, faz no Kart Clube que ai no máximo se jogam no rio.
Apoiador da Pm 26 de fevereiro, 2020 | 18:33
Primeiro lugar gostaria de parabenizar a polícia militar pelo trabalho ??.
E a quem está falando mal do trabalho dos militares, deve ser outro vagabundo q estava lá na festa tb, oq os militares fez foi pouco deveria ter batido mais, pq pessoas de bem não sai destruindo comércio e carros de pessoas com atos de vandalismo não, festas em Ipatinga não vai pra frente, por causa desses vagabundos q não sabe aproveitar as festa q tem aqui em Ipatinga, só sabem brigar e quebrar as coisas.
Novamente parabéns a polícia militar da próxima vez q acontecer isso fecha os dois lados da avenida e deixa eles no meio e prega fogo e porrete neles pq se o pai e mãe não dá educação a eles vcs fazem os seus serviços q e proteger e cuidar da nossa cidade e cidadão de bem contra esses indivíduos...
Sr Silva 26 de fevereiro, 2020 | 17:35
E engraçado ver alguns postes ai parabenizando esse bando de vagabundo que vandalizaram o novo centro bando de Maconheiro bando de usurpadores. Fica tao claro que a própria menina disse que seu grupo estava quebrando tudo mais deus foi tao bom que o feitiço virou contra ela kkkkkk. E mais fácil xingarem os policias igual tem em alguns comentários culpar eles pela baderna do que admitirem que na verdade muitos não tem educação so vão pra festa pra badernar fumar maconha e causar algassarra parabéns a nossa gloriosa Policia Militar.
Douglas Fernandes 26 de fevereiro, 2020 | 16:14
Parabéns pelo carnaval, ano que vem façam de novo para mais quebradeiras! Ano passado a mesma coisa , esperto foram o pessoal do cariru que fizeram abaixo assinado e procurando os órgãos responsáveis pra acabar com essa palhaçada que se diz "carnaval" se o prefeito e as pessoas de bem querem um carnaval Seguro, primeira coisa é acabar com isso,e povo que mora perto do Veneza e novo centro Cacém seus direitos pra ano que vem não ter esse tipo de evento, Ipatinga não merece ou melhor o cidadão de bem não merece isso !
Filipe Rodrigues 26 de fevereiro, 2020 | 14:45
Acabar com o evento que ajuda quem precisa, que povo desonesto. Só olham para o próprio umbigo. Graças a Deus não tivemos nenhuma morte neste carnaval, diferente de tantas outras cidades do Brasil. Acordem, confusões acontecem sim, não pode ter nada em Ipatinga que já vem reclamar que festa só trás baderna e crime. Se a Pm tivesse organizado, não teria acontecido nada disso!
Filipe Rodrigues 26 de fevereiro, 2020 | 14:41
Parece que os senhores não sabem que isso é tão normal do que parece. O problema não foi a festa, é quem frequenta a festa. O evento foi ótimo, torço muito para quem tenham outros. Mas acho que a PM não estava querendo que acabasse com a baderna, pelo contrário, eles queriam era fazer isso o que os senhores estão descrevendo aí encima. Prestem atenção no vídeo, eles estavam com as sirenes ligadas acordando os moradores dos bairros e atirando contra quem estava indo embora. Utilizaram spray de pimenta e balas de borracha o que provocou ainda mais a revolta do povo.
Maria 26 de fevereiro, 2020 | 13:09
Graças a Deus q esta bagunça passou longe do Cariru, aconselho a vizinhança onde ocorrem este tipo de festa a procurarem os órgãos competentes c ajuda das associações de bairros a exigirem q a prefeitura e demais órgãos não permitam a liberação de alvará e outros tipos de licenças p a realização de badernas como esta. E parabéns a este competente jornal q mostrou na íntegra os fatos ocorridos neste episódio, ficando assim documentado de modo q podera ser usado esta reportagem como exemplo de festas mal organizadas e q colocam em risco a vida das pessoas de bem, sem falar do prejuízo aos nossos comerciantes q ja lutam o ano todo p manter suas empresas eque geram imposto e empregos p esta cidade!
Cidadão 26 de fevereiro, 2020 | 13:01
É facil entender pq ocorrem estes sinistros em festas aberta ao público: não existe seleção de pessoas, qualquer criminosos pode infiltrar na multidão, não tem hora p acabar, drogas lícitas (álcool) e drogas ilícitas consumidas aos extremos, parece até uma fórmula p uma guerra suburbana! Para q isso não repita c mais frequência é só responsabilizar os organizadores do evento, qdo eles sentirem no bolso o preju, c certeza não repetirão o erro!
Veridico 26 de fevereiro, 2020 | 12:50
Nada mais que Abuso de poder dos vermes Agressores
Lula 26 de fevereiro, 2020 | 12:35
Eu não aguento mais ver crianças sendo abusadas, escurraçadas, sendo presas, as vezes somente porque roubou um celular
Sérgio Rodrigues 26 de fevereiro, 2020 | 12:09
Todo ano e assim acaba á gesta o pessoal tá de boa e a polícia entra agredindo. Colocando todos pra correr. E aí começa está revolta.
O problema não e a festa e modo que a pm está agindo
Paulo Silva 26 de fevereiro, 2020 | 12:05
O negócio é descer a borracha sem dó.
Cidadão de bem nessas horas estão trabalhando ou descansando para trabalhar no outro dia.
Parabéns para a PM e que Deus de muita saúde pra eles pra continuar descendo a borracha em quem merece.
Roberto 26 de fevereiro, 2020 | 10:31
Esses tipo de eventos ja deveria ser proibindo em Ipatinga, por causas desses tipos de pessoas q vão so pra atrapalhar q quer realmente divertir , são vagabundos q aproveitam desses eventos pra roubar ,usar drogas e fazer vandalismo . Se o prefeito realmente q ve sua cidade sem violência e calma para o cidadão de bem, ñ permita esses eventos mais, pq está agradando e muito a bandidagem e trazendo medo e prejuízos pra sociedade de bem.
Falou Tá Falado 26 de fevereiro, 2020 | 10:24
Isso não passa de uma palhaçada. Ao invés de gastar dinheiro com coisas de aproveito gastam com isso e incentivando esse bando de vagabundos a cometer esse selvageria toda. Porque não foram pro parque Ipanema participar do carnaval pra Jesus. Lá sim era o lugar certo. Infelizmente muitos pais não estão nem aí pra onde os filhos vão. QUE OS DONOS DE LOJAS E DOS CARROS DANIFICADOS COBREM DOS PAIS DESSES MELIANTES.
Zoio de Zoiar 26 de fevereiro, 2020 | 09:58
Simples, só o Ministério Público e a Justiça proibir tais festividades no próximos anos. Povo sem civilização. Quem não sabe usufruir não merece ter.
Oliveira 26 de fevereiro, 2020 | 09:26
Bom dia! Para não ocorrer esta situação, é acabar com o Carnaval em Ipatinga. Não temos apoio efetivo e ostensivo da Polícia Militar. Também não acho correto colocar o efetivo da PM para trabalhar neste evento que não agrega nada! Outra sugestão: realizar o Carnaval dentro do 14° batalhão. Abaixo-assinadao para o fim do Carnaval no novo centro. Como fizeram no Bairro Cariru. Quem vai pagar os prejuízos aos lojistas? Quero ver se o Presidente da Aciapi, Claudio Zambaldi irá se pronunciar a favor do fim do Carnaval de rua no Novo Centro de Ipatinga.
Cidadão 26 de fevereiro, 2020 | 09:12
A turminha da roupinha ciclone e bonezinho do camelô queimando o nome de ipatinga e fazendo essa zona na cidade. Vergonha essa selvageria, dessa turma de vagabundos que mais parecem animais. Alias, minto. Os animais tem mais educação e são facilmente adestrados!
Pesquisador 26 de fevereiro, 2020 | 08:42
Meu ver a Situação! Se essa baderna foi ou não na ARÉA onde ocorria o Evento carnavalesco
podem ter certeza que contribui e muito para estes vandalismo... e mais se pararem para refletir, eram perceber que o efetivo policial estava lá pondo ordem para que confusões fossem evitadas.. e nisso os Vandalos aproveitaram a situação pra fazerem oque fizeram..
Será que compensa liberar estes tipos de Eventos para ARRECARDA alimentos? senhor prefeito Nardyello Rocha vai minha dica para você e o comando do décimo quarto batalhão
Autoridades máximas da cidade... coloquem em pauta isso que aconteceu e acabem de Vez com este tipo de Evento.. estes tipos de atitudes degrinen a imagem da CIDADE DE IPATINGA
Barrabas 26 de fevereiro, 2020 | 08:36
Sao bandidos que so tras prejuizo para o povo .tera que proibir este tipo de carnaval em ipatinga esses bandidos nao pode conviver com a sociedade sao selvagem.desconhece o mundo civilizado.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO