Identificada a vítima de execução no Horto Baratinha

Marcelo Andrez trabalhava com aplicativos para o transporte de passageiros e tinha um Chevrolet Prisma branco, que foi levado pelos bandidos

Alex Ferreira + reprodução


O corpo de Marcelo Andrez Ribeiro Cardoso, de 29 anos completados dia 28 de janeiro, foi encontrado em uma estrada rural, em Antonio Dias

O corpo de uma vítima de execução, encontrado na noite de domingo (2), na estrada rural que dá acesso à área de uma mineradora, no Horto Baratinha, em Antônio Dias, foi identificado na manhã dessa segunda-feira, no Instituto Médico-Legal (IML), de Ipatinga.

Trata-se de Marcelo Andrez Ribeiro Cardoso, de 29 anos, completados dia 28 de janeiro. Ele era natural do Chile e morava atualmente no bairro Santa Maria, em Timóteo.

A reportagem do Diário do Aço acompanhou, no IML de Ipatinga, a identificação de Marcelo. Em entrevista ao jornal um parente informou que Marcelo possuía um Chevrolet Prisma branco, e trabalhava com aplicativos para agendamento de transporte de passageiros.

Um primo da vítima informou que a mãe de Marcelo mora nos Estados Unidos e o pai, em Curitiba, Paraná. Uma das suspeitas é que Marcelo Alvarez tenha sido vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), pois a família desconhece que a vítima tivesse desavenças com qualquer pessoa ou que estivesse envolvido com alguma atividade ilegal.

O carro da vítima foi encontrado localizado no meio de um matagal à margem de uma estrada de terra, no fim da manhã dessa segunda-feira. Há indícios que depois de matarem Marcelo Alvarez, os criminosos jogaram o Prisma em uma ribanceira.

Uma pessoa que conhecia Marcelo informou em mensagem enviada ao Diário do Aço que ele era estudante dos períodos finais do curso de Direito e sonhava em se formar e sair do Brasil. "Apesar de todos os cuidados que tomava, trabalhando com o transporte de passageiros aconteceu isso com ele", lamenta.

Enviada por leitor


O carro da vítima foi encontrado no meio de um matagal à margem da estrada da Bemisa

Entenda o caso

O corpo de Marcelo Andrez foi encontrado com sinais de execução a tiros, em uma estrada rural de Antônio Dias, depois que seguranças de uma mineradora escutaram tiros e perceberam que um carro afastou-se do local, seguindo sentido ao contorno rodoviário da BR-381.

Quando foram verificar o local os seguranças descobriram o corpo e acionaram a Polícia Militar. A perícia constatou que a vítima fora executada com três tiros na cabeça e um nas costas. Os bolsos estavam revirados e nenhum documento ou telefone foi encontrado. Em seguida, o corpo foi removido para o IML, em Ipatinga, onde foi identificado na manhã dessa segunda-feira.

Violência contra a vida

No fim de semana houve também uma dupla execução de duas jovens mulheres, moradoras do bairro Limoeiro, em Ipatinga. Elas foram encontradas assassinadas à beira de uma trilha de motos na zona rural do Ipanemão.

No domingo, o Diário do Aço apurou que a Polícia Militar já tinha as primeiras informações da autoria do crime e dentre os suspeitos de envolvimento, já identificado, alguns foram presos.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sabonete Jr. 06 de Fevereiro, 2020 | 15:45
que coisa né? Sabonete pra td lado
Fera 04 de Fevereiro, 2020 | 17:55
Para buscar os que são seus...
Marcelo Alves de Souza 04 de Fevereiro, 2020 | 14:38
covarde.
Sabonete 04 de Fevereiro, 2020 | 12:00
MEU DEUS....QUANTA COVARDIA.....E TEM GENTE QUE FICA FALANDO QUE JESUS VAI VOLTAR......VAI VOLTAR AQUI PRA QUÊ...?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO