Ponte Velha será liberada na próxima segunda-feira

A ponte estava totalmente interditada há mais de um ano para as obras

Divulgação


A liberação da ponte é resultado de uma articulação e dos esforços das lideranças políticas regionais, empresários, associações comerciais e entidades de classe

A abertura da antiga ponte sobre o Rio Piracicaba, ligando os municípios de Timóteo e Coronel Fabriciano, na próxima segunda-feira (20), é uma conquista de todo o Vale do Aço, destaca o Executivo de Timóteo.

A ponte estava totalmente interditada há mais de um ano para as obras de reforma que incluíram reforço estrutural da fundação, pilares e vigas e modificação na geometria com inclusão de passeio na lateral direita. Executada pela Vereda Engenharia Ltda, o valor da restauração foi da ordem de R$ 9,8 milhões.

Desde 2012, no entanto, que a região teve que conviver com a interdição parcial do equipamento, com a liberação do trânsito apenas para veículos leves, o que causou inúmeros prejuízos para o comércio local e para o trânsito de ônibus coletivos e caminhões, aponta o governo local. No último ano, o fechamento total da ponte causou transtornos com o engarrafamento de veículos nos horários de pico na ponte nova, atrasos e retração na atividade econômica dos comércios localizados próximos à ponte.

O governo timoteense destaca que a liberação da ponte para o tráfego de caminhões e ônibus é resultado de uma articulação e dos esforços que envolveram as lideranças políticas regionais, empresários, associações comerciais e entidades de classe, por meio de audiências públicas, reuniões em Belo Horizonte e Brasília, na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para agilizar a restauração desse equipamento.

“A mobilização de toda a sociedade para que essa obra fosse executada é um exemplo de que a união é fundamental para a viabilização das demandas regionais. Essa ponte é um importante equipamento de infraestrutura e de logística para a região Leste mineira e vai devolver a normalidade ao fluxo de veículos entre Timóteo e Coronel Fabriciano”, destacou o prefeito de Timóteo, Douglas Willkys.

Já publicado

Ponte velha tem etapas de reforço da fundação e pilares concluídas
Serviços de concretagem da laje são realizados na ponte velha
Obras da ponte velha devem ser concluídas em janeiro
Ponte velha pode ser reaberta no fim do mês, afirma Dnit
Nova Previsão: Ponte velha será liberada até o dia 20
Administração de Timóteo aguarda projeto elétrico do Dnit para ponte velha
Pavimentação já é feita na ponte velha
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Paulo Louzada 20 de Janeiro, 2020 | 09:55
Uma ?eternidade? para a realização de um trabalho relativamente simples, após absurdas interdições parciais que se arrastaram por anos até a interdição definitiva, interdição esta que durou o tempo que o descaso e as negociatas impuseram, e agora, como se não bastasse, não coincidentemente em véspera de eleição, aparecem os pseudos ?heróis? com os discursos de sempre, que deixam a impressão que fizeram tudo com dinheiro dos seus próprios bolsos.
Mas porque uma festa de inauguração?
Se não fizer sentido proibi-las, elas terão que passar a ser pagas pelos políticos, com dinheiro próprio, e não podem ser palanques de campanhas, realizadas não ?coincidentemente? em vésperas de pleitos eleitorais.
E para o uso do dinheiro público é necessário prestações de contas confiáveis, PÚBLICAS, haver divulgação on-line, disponíveis para consulta popular de RECEITAS e DESPESAS. Sabermos quanto se rouba é muito fácil! Afinal, faz tempo que inventaram o computador, o Excel...
Paulo C. Louzada 20 de Janeiro, 2020 | 09:08
Uma ?eternidade? para realizar um trabalho que não deveria demorar mais que 180 dias, após as absurdas interdições parciais que se arrastaram por anos, e agora, como se não bastasse, não coincidentemente em véspera de eleição, aparecem os pseudos ?heróis? com os discursos de sempre, que deixam a impressão que fizeram tudo com o dinheiro tirado dos seus próprios bolsos.
Festas de inaugurações de obras públicas tem que passar a ser paga por político, com dinheiro próprio, com prestações de contas on-line, disponível para consulta popular de RECEITA e todos os gastos do dinheiro público.
José da Silva Miranda 19 de Janeiro, 2020 | 08:09
Que bom que a ponte ficou pronta. Mas 10 milhões daria para construir duas pontes nova! A questão é saber quem embolsou dinheiro?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO