Acordo cancela paralisação total do Hospital Vital Brazil, em Timóteo

A paralisação geral dos atendimentos no Hospital e Maternidade Vital Brazil (HMVB), em Timóteo, programada para sexta-feira (8), foi suspensa após uma reunião entre o corpo clínico, representantes do hospital e do estado. Dessa forma, o HMVB continuará de portas abertas à população. Entretanto, o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no hospital continua suspenso, de forma parcial, atendendo apenas casos de emergência e muita urgência, situação que vinha antes mesmo do protesto dos médicos, por causa de atrasos nos repasses pela Secretaria de Estado da Saúde.

Por meio de nota, a Sociedade Beneficente São Camilo, mantenedora da unidade, informou que um acordo firmado com o Estado de Minas Gerais levou à essa decisão. "Após mais uma rodada de reunião realizada no fim da tarde de quinta-feira (7), entre representantes do HMVB e Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG), com membros do Corpo Clínico do HMVB, obtivemos resultado favorável à negociação. Por conta disso, não haverá a paralisação dos médicos prevista para esta sexta-feira (8). Este resultado se deve aos avanços dos pagamentos, em parte, atrasados da SES-MG para com o HMVB", detalha a nota.

Ainda conforme a assessoria, a São Camilo obteve pagamentos referentes ao Pro-Hosp (competência julho/19) e Rede Resposta (setembro/19). “Todo esse valor será repassado de forma integral aos pagamentos dos honorários médicos em atraso. O estado ainda estabeleceu o compromisso de avançar novos pagamentos ainda no mês de novembro”, apontou a nota.

Corpo clínico

Procurada pelo Diário do Aço, o advogado que atua na defesa do corpo clínico, Maicon Reis, informou que todas as partes envolvidas se esforçaram e conseguiram colocar um fim nesse impasse, que já se arrastava há semanas. “O estado está pagando parte dos atrasados e apresentou um planejamento para pagamento dos valores pendentes. Além disso, a São Camilo assumiu o compromisso de tudo que for pago relativo ao atraso com ela, será repassado para pagamento dos honorários médicos pendentes. Portanto, não corre mais o risco de paralisação do corpo clínico. Já está resolvido”.

SRS

Já a assessoria de Comunicação da Superintendência Regional de Saúde (SRS) informou, por meio de nota, que após reuniões realizadas durante esta semana na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, as tratativas entre Estado de Minas e a Fundação São Camilo avançaram, com isto, foi possível evitar qualquer tipo de paralisação de atendimento. “Desta forma, o Governo do Estado de Minas vem demonstrando que mesmo com toda a crise financeira enfrentada, a SES-MG não tem medido esforços para honrar os compromissos. Com os avanços nas tratativas, a SES-MG espera que o novo contrato com a Fundação São Camilo seja assinado nos próximos dias, proporcionando maior tranquilidade aos usuários do SUS”.

Entenda

No dia 25 de outubro, o corpo clínico do HMVB anunciou que há cinco meses não recebia seus honorários relativos aos atendimentos pelo SUS. Por causa disso, a equipe de médicos informou que iriam paralisar os atendimentos, de forma geral, a partir do dia 1º de novembro, caso uma solução não fosse apresentada até essa data. No entanto, esse prazo venceu e as negociações entre o estado, o hospital e corpo clínico não avançaram, mas ficou decidido que seria adiada a paralisação dos atendimentos por uma semana. Até que na tarde de quinta-feira (7), as negociações avançaram entre as partes envolvidas e a paralisação foi suspensa.

Já publicado:

Timóteo busca solução para Vital Brazil junto ao Estado e ao MP
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO