Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Caratinga, será reaberto no dia 22

No dia 8 representantes do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA), em Caratinga, anunciaram que a unidade será reaberta para atendimentos via SUS, no dia 22 desse mês

Diário de Caratinga


O anúncio da volta dos atendimentos foi feito em uma reunião na segunda-feira (8)

A região do Vale do Aço enfrenta um caos na saúde pública. No início dessa semana, o Hospital Vital Brazil/São Camilo, em Timóteo, suspendeu os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), menos os casos de emergência e muita urgência. No mês passado, a administração de Ipatinga alertou que enfrenta superlotações na UPA e no Hospital Municipal, mas que, mesmo assim, busca meios para receber pacientes de outros municípios.

Diante desse cenário crítico, surge um anúncio positivo para a região. No dia 8 representantes do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA), em Caratinga, anunciaram que a unidade será reaberta para atendimentos via SUS, no dia 22 desse mês, o que contribuirá para desafogar os hospitais do Vale do Aço, para onde tem sido encaminhada parte da demanda caratinguense. Desde o dia 15 de março os atendimentos estão suspensos no HNSA, que era umas das unidades responsáveis por absorver a demanda de pacientes do hospital no município de Bom Jesus do Galho, que também teve as atividades pelo SUS encerradas no 1º de março.

Funcionamento gradativo
Em entrevista à imprensa, o provedor do HNSA, padre Moacir Ramos, informou que no dia 21 ocorrerá um evento solene e, no dia 22, os atendimentos no hospital serão restabelecidos, de forma gradativa. “Nós tivemos reunião com secretários de municípios, alguns prefeitos também estiverem presentes para fazer a assinatura de compromisso da participação dos munícipios com o nosso hospital em Caratinga. Assim, no dia 22 iniciaremos, gradativamente, o funcionamento do hospital, com atendimentos básicos de internações e depois vamos dando prosseguimento com as cirurgias”, afirmou o padre.

Reunião
Na segunda-feira, uma reunião foi promovida por parte dos representantes atuais do hospital, na qual foi solicitado o comparecimento dos representantes dos municípios que compõem a microrregião de Caratinga. Nesse encontro, enviados de 11 cidades estiveram presentes e firmaram, de forma alusiva, o comprometimento do convênio com o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Gestão hospitalar
O Instituto Solidário de Vitória (ES) assumiu a gestão hospitalar do HNSA para controlar e gerir todas as finanças da unidade. “Fizemos um acordo com os municípios, que pagarão R$ 3 por renda per capita para nós realizarmos as cirurgias eletivas. Ou seja, se há 100 mil habitantes, será pago R$ 30 mil”, explicou a Superintendente do Instituto Solidário de Vitória, Maria do Rosário Chequer.

Dívida
A secretária de Saúde de Caratinga, Jaqueline Marli dos Santos, ressaltou que o Estado ainda não repassou a verba necessária para área da saúde, que está em atraso há três meses. “Vale ressaltar que, para região de Caratinga, o débito do Estado é grande. Só com o município de Caratinga, na área da saúde, a dívida se aproxima de R$ 20 milhões”, destacou.

Resposta SES
Procurada pelo Diário do Aço, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou, por meio de nota, que neste ano de 2019 já efetuou o pagamento do montante de R$ 1.449.729,68 ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora de Caratinga. Desse total, cerca de 79%, ou seja, R$ 1.143.063,01, eram relativos a pendências de anos anteriores a 2019. “Sobre os demais débitos em atraso, a SES-MG entende ser de suma importância a regularização dos repasses e reforça que o Governo de Minas está trabalhando para mudar essa realidade”.

A SES-MG esclarece, ainda, que neste período em que o hospital interrompeu o funcionamento, a população não permaneceu desassistida. “Conforme estabelecido no plano de contingência a partir do fechamento, os atendimentos têm sido realizados pela UPA de Caratinga, pelo Hospital Irmã Denise – CASU e outros pacientes são transferidos para os hospitais da região de abrangência da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano”, concluiu a nota.

Já publicado

Ministério da Saúde garante novos leitos no HMC

Hospital de Fabriciano tem planos de expansão

Caos na saúde regional provoca situação dramática em serviços de urgência de Ipatinga
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO