26 de fevereiro, de 2024 | 09:15

Homem é procurado por incendiar residência da ex-mulher e dar golpe em posto de combustível

Reprodução Google
Motorista abasteceu o carro e alegou que tinha esquecido a carteira em casa, entregou celular como garantia e sumiu Motorista abasteceu o carro e alegou que tinha esquecido a carteira em casa, entregou celular como garantia e sumiu
Com atualização de dados às 12h
Um apartamento foi consumido pelas chamas na manhã deste domingo, na rua Diadema, bairro Parque Caravelas, em Santana do Paraíso. Ao chegar ao local indicado, por volta das 10h30 de domingo (25), a equipe do Corpo de Bombeiros deparou-se com um apartamento em chamas no terceiro andar de um prédio. A energia elétrica foi cortada e logo deu-se início ao combate.

“Foi montada uma linha direta com três mangueiras debelando o incêndio com aproximadamente 1.500 litros de água. Em seguida foi feito o rescaldo para evitar reignição. Todos os cinco cômodos foram atingidos pelo fogo e todos os móveis da casa foram danificados. Houve danos também na estrutura do corredor externo do 3° pavimento e no apartamento 303, vizinho ao local do incêndio”, informa o relatório do Corpo de Bombeiros.

Os relatos dos vizinhos indicam que o incêndio pode ter sido criminoso e um indivíduo, insatisfeito com o fim do relacionamento com uma mulher, moradora do apartamento, pode ter sido o causador do sinistro.

Segundo o relato de testemunhas, o ex-marido da moradora foi visto entrando no prédio, com seu veículo, pelo portão da garagem, por volta de 10h. Depois que ele saiu, por volta de 10h20, foram percebidos sinais de fumaça na residência. Imagens das câmeras de segurança confirmam o depoimento das testemunhas.

A vítima, de 21 anos, relata que teve um relacionamento de cinco anos com o homem e, com ele, teve uma filha hoje com 3 anos. O homem não concorda com a separação e de forma reiterada faz ameaças à ex. A vítima confirma também que, na noite anterior ao incêndio, teve uma discussão com o ex-companheiro, por telefone.
O imóvel ficou aos cuidados da moradora e todos foram orientados a contratar profissional habilitado para manutenção da rede elétrica do imóvel antes de religar a energia.

Frentista foi vítima de estelionato em posto



Acusado de ser o autor do incêndio que destruiu o apartamento da ex-companheira no bairro Parque Caravelas, um homem de 33 anos também é procurado por praticar estelionato em um posto de combustíveis localizado na avenida Brasília, bairro Amaro Lanari, em Coronel Fabriciano.

Ele pediu para abastecer o seu carro, alegou que tinha esquecido a carteira e deixou um telefone celular, que se descobriu depois estar quebrado, como garantia de que voltaria para fazer o pagamento. O carro tem placas de Timóteo e o estelionatário é procurado. A polícia já sabe que o homem é também, o suspeito de ter incendiado a casa da ex-companheira, no bairro Parque Caravelas, minutos antes do caso no posto.

Quem reclamou do golpe foi uma frentista de 47 anos. Ela informou que estava trabalhava fazendo abastecimentos quando, por volta das 11h de domingo (25), encostou um Kia Cerato modelo 2011, de cor cinza, com placas de Timóteo e o motorista pediu para abastecer com R$ 200 de gasolina.

Ao terminar o abastecimento, o condutor disse que havia esquecido a sua carteira em casa e entregou o seu celular para a frentista, explicando que voltaria para buscar o aparelho e pagar a dívida.

Em seguida, saiu em direção ao bairro Mangueiras. Entretanto, ao verificar o telefone celular, a frentista descobriu que se tratava de um aparelho quebrado e que não funcionava.

Toda a ação do condutor, que está sendo tratado como estelionatário, foi registrada pelo sistema de monitoramento de vídeo do posto. A Polícia Militar foi acionada, registrou o caso e realizou buscas, porém, sem localizar o carro e o motorista.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Jovino

26 de fevereiro, 2024 | 21:15

“Bandido é bandido, pilantra e pilantra , tudo tem que levar pau, uma vida bonita pra ser vivida com honestidade e verdade, perde o INFELIZ, pois não sabe o que é paz.”

Flávia

26 de fevereiro, 2024 | 12:25

“Concordo com o João. Acho que deveria ter uma lei que determinasse que primeiro fosse feito o pagamento, depois o abastecimento.”

Jaime

26 de fevereiro, 2024 | 11:05

“Temos que ter cuidado com nossa propria sombra ate ela pode nos da golpe.”

João

26 de fevereiro, 2024 | 10:36

“Infelizmente não é a primeira e nem a última vez que isso acontece no Vale do Aço, a única forma de inibir esse tipo de golpe, seria exigir dos clientes o pagamento adiantado, pois isso prejudica os funcionários q obviamente serão cobrados pelos patrões. Este posto atende muito bem os clientes, os funcionários são atenciosos e o gerente é uma pessoa muito humana, não mereciam passar por isso.”

Envie seu Comentário