Usiminas EstÁgio - 728x90

27 de novembro, de 2023 | 21:59

Idoso é procurado por feminicídio em Baixa Verde, Dionísio

Natural de Timóteo, Rosa de Jesus Santiago, foi encontrada assasinada dentro da casa do companheiro dela, no município vizinho

Enviada ao Diário do Aço/Reprodução
Rosa, como era conhecida pelos amigos, foi encontrada caída na casa onde morava com o companheiroRosa, como era conhecida pelos amigos, foi encontrada caída na casa onde morava com o companheiro

É procurado em toda a região do Vale do Aço, um idoso de 62 anos, acusado de matar a companheira no último fim de semana. A morte de Maria Rosa de Jesus Santiago, de 51 anos, foi descoberta após uma ligação anônima realizada à Polícia Militar na manhã desta segunda-feira (27). O denunciante informou que o homem teria revelado o crime praticado na casa onde mora, na rua Joaquim de Oliveira, no distrito de Baixa Verde, em Dionísio.

O Diário do Aço apurou que o suspeito L.A.J. teria dito para o denunciante que matou a mulher há alguns dias e estava à procura de um advogado para se apresentar à Polícia Civil. O crime teria sido praticado na noite de sexta-feira (24), conforme avaliação final da Polícia Militar.

Uma equipe foi ao local indicado na denúncia e cercou o imóvel. A casa estava trancada e ninguém atendeu aos chamados. Os PMs pegaram uma escada em uma obra próxima e conseguiram ver, por cima de um muro alto, um corpo caído na residência.

O cadáver estava caído de lado, já em estado de decomposição, próximo a um portão, mas ainda no interior do imóvel. Havia marcas de sangue seco no chão, a vítima tinha uma mochila nas costas e uma capa de chuva de motociclista no braço esquerdo. Aparentemente, a mulher foi assassinada ao tentar sair da residência.

Marca de tiro no portão de ferro

Os militares também observaram que havia uma marca de tiro no portão de ferro, próximo de onde o corpo se encontrava caído. O portão de acesso ao imóvel teve que ser arrombado para que os policiais trabalharem na cena do crime, bem como alimentassem um cachorro que estava sem água e sem alimentos na área da residência.

A perícia da Polícia Civil foi acionada, realizou os trabalhos na cena do crime, porém não se conseguiu ver as marcas de violência diante do estado avançado de decomposição do corpo. Ainda no local, o perito recolheu um projétil deformado, sem definição de calibre, caído próximo ao corpo.

Ao fim dos trabalhos, o corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de João Monlevade. Os exames preliminares no corpo indicaram que a vítima apresentava duas perfurações na cabeça, com indícios de terem sido em decorrência de disparos de arma de fogo. Contudo, o calibre não foi definido.

Suspeita de crime passional

As informações apuradas peal PM indicam que a motivação do crime teria sido passional. O companheiro de Rosa, como era conhecida a vítima, seria um homem tranquilo, mas não gostava de algumas atitudes da mulher, o que provocava ciúmes no suspeito.

Ela passou a morar com o idoso havia cerca de 40 dias. Entretanto, o casal discutia constantemente, segundo informações de moradores vizinhos. Apesar disso, durante os trabalhos da PM, nenhuma pessoa disse ter visto, ouvido ou percebido qualquer disparo de arma de fogo nos últimos dias nas proximidades do local do crime.

A suspeita é que o suspeito provavelmente teria deixado o distrito de Baixa Verde em uma motocicleta. Rosa é natural de Timóteo e tem familiares no bairro Alvorada, conforme informações repassadas ao Diário do Aço por conhecidos dela.

Veja também:
Idoso acusado de assassinar a ex-mulher em Joanésia é denunciado à Justiça
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Bom

28 de novembro, 2023 | 00:27

“Passou da hora de ter uma pena específica para:
Covardicídio, onde crimes como esse, contra crianças, contra idosos indefesos enfim, todo crime que tenha requintes de covardia, tenham uma punição bem pesada.”

Envie seu Comentário