23 de junho, de 2022 | 15:31

Corpo localizado no Parques do Vale é de um homem assassinado

Divulgação Corpo de Bombeiros
O cadáver estava parcialmente carbonizado e em adiantado estado de decomposiçãoO cadáver estava parcialmente carbonizado e em adiantado estado de decomposição

O corpo encontrado pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros em uma mata no residencial Parques do Vale, na saída do Vale do Aço para Caratinga, é de um homem que foi assassinado. A localização do cadáver se deu após um cachorro ser visto com uma mão humana na boca] , na tarde de quarta-feira (22), como divulgou o Diário do Aço. A vítima não foi identificada.

Um homem encontrava-se trabalhando em uma obra no loteamento, próximo à margem da BR-458, quando viu um cachorro chegar o pedaço do corpo. Ele e um ajudante conseguiram recolher a mão e a deixaram sobre um carro, enquanto acionavam a PM.

Ao retornar para o local, a mão não se encontrava mais sobre o carro, possivelmente o cão conseguiu pegá-la novamente e fugiu. Com a chegada da PM de Ipatinga, os policiais encontraram uma casa abandonada, local que estava com esterco espalhado pelo chão para encobrir rastros de sangue.

Com o apoio do Corpo de Bombeiros, os militares localizaram o corpo de um homem em avançado estado de decomposição, nos fundos da residência. Ele estava caído em meio a entulhos, como plásticos e madeiras, além de estar com sinais de ter sido parcialmente carbonizado.

A perícia da Polícia Civil constatou que o corpo estava sem o antebraço direito e a mão esquerda, possivelmente levados pelo cachorro. Os policiais confirmaram que o homicídio se deu no interior da casa. Os sacos usados para transportar o esterco de boi foram recolhidos e o cadáver foi removido ao IML de Caratinga.

Os policiais da primeira equipe da PM, ao chegar ao local do fato, observaram que havia um homem em um Fiat Uno nas proximidades da casa, porém ele saiu assim que chegou a polícia. Pouco depois, outra equipe deparou-se com uma picape Toyota Hilux trafegando pelo residencial, cujo condutor tinha as mesmas características do homem do Uno, inclusive, usava um chapéu de palha nas duas situações.

O condutor da picape não obedeceu às ordens de parada e conseguiu escapar dos policiais. Eles conseguiram imagens de câmeras de segurança, de um condomínio, porém só conseguiram ver alguns dígitos da placa do veículo. Os policiais continuam a investigar o crime, na tentativa de identificar a vítima e a motivação do homicídio.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário