21 de junho, de 2022 | 18:00

Homem que ameaçou a ex-mulher, tentou matar a sogra e praticou roubo no bairro Caravelas é sentenciado a 35 anos de prisão

O defensor público que atuou na defesa do acusado, Edson Martins de Morais, já apresentou recurso

Stéphanie Lisboa
Homem foi levado a julgamento nesta terça-feira, foi sentenciado e família afirma que pena aplicada é um alívio Homem foi levado a julgamento nesta terça-feira, foi sentenciado e família afirma que pena aplicada é um alívio

José Carlos Teixeira, de 58 anos, acusado de ameaçar a ex-mulher e de tentar matar a sogra em junho de 2020, foi condenado a 35 anos, 7 meses e 5 dias de prisão, em regime fechado. A sentença foi proferida na tarde desta terça-feira (21), ao fim da sessão do Júri Popular. A decisão trouxe alívio para a família. Rachel Angela dos Santos de Arimateia, que foi trancada em um cômodo do imóvel e que presenciou a mãe sendo golpeada no pescoço, conversou com a reportagem do Jornal Diário do Aço.

“O sentimento é que foi feita a justiça. De uma certa forma dá um alívio pra gente, uma tranquilidade porque até o momento foi muito apreensivo pra gente, para toda família, não só pra mim. Foi um momento de muita apreensão, um filme de terror mesmo, mas no fim, graças a Deus, deu certo”, disse aliviada.

Stéphanie Lisboa
José Arimateia, filho da idosa, acredita que agora a família terá paz José Arimateia, filho da idosa, acredita que agora a família terá paz
Para o irmão de Rachel, que também é filho da idosa vítima da tentativa de homicídio, a sensação após o desfecho do drama vivido pela família, é bem parecida. “Um pouquinho de alívio, vai nos trazer um pouquinho de paz, a justiça foi feita”, declarou José Arimateia.

Ministério Público

Stéphanie Lisboa
O promotor de justiça, Jonas Junio Linhares Costa Monteiro, considerou o resultado justoO promotor de justiça, Jonas Junio Linhares Costa Monteiro, considerou o resultado justo
O promotor de justiça, Jonas Junio Linhares Costa Monteiro, detalhou como foi a sustentação realizada pelo Ministério Público, em relação aos fatos. “Ocorreu um homicídio (tentado) com três qualificadores, na verdade é um quadro gravíssimo de violência doméstica, que se arrastou por anos, e culminou nesses atos de barbaridade e covardia. E por fim, houve essa agressão grave, tentativa de homicídio do indivíduo contra sua sogra”, explicou.

Monteiro descreveu como o caso foi enquadrado. “Como homicídio com três qualificadores, com motivo fútil, com recurso que dificultou a defesa da vítima, com feminicídio, mais um majorante do fato da vítima ter mais de 60 anos, ela tinha 69 anos. Ele tentou matá-la, foi um milagre ali, ela não veio a falecer”, declarou.

O resultado foi avaliado como justo pelo promotor. “Uma pena que entendemos justa, de uma resposta firme, 35 anos e 7 meses, suficiente para deixar o indivíduo muito tempo no regime fechado, dada a lei atual”, afirmou.

Já publicado
Homem que tentou matar a sogra vai a júri nesta terça-feira em Ipatinga

Sequelas
Stéphanie Lisboa
Rachel Angela dos Santos de Arimateia, ex-cunhada do autor, precisou de acompanhamento psicológico após o crimeRachel Angela dos Santos de Arimateia, ex-cunhada do autor, precisou de acompanhamento psicológico após o crime
O drama vivido pela família no dia 28 de junho de 2020 ainda deixa sequelas, como conta Rachel Angela. “Minha mãe até hoje está com bastante problema psicológico, muito abalada emocionalmente ainda, ela desenvolveu a síndrome do pânico. Eu tenho um filho que é autista e está fazendo tratamento psicológico constante por causa disso. Eu também passei por psicólogo durante quase um ano”, desabafou.

Relembre o caso

A tentativa de homicídio foi registrada na manhã do dia 28 de junho de 2020, na rua Caruaru, no bairro Caravelas. Os depoimentos apontaram que Carlos não aceitava o fim do casamento que mantinha com R.A.S.T. O homem inconformado com o término chegou a ameaçar de morte a ex-esposa, declarando que “acabaria com sua vida e com a vida de sua família”, fato que foi noticiado à época pelo Diário do Aço.

No dia 28 de junho, na tentativa de encontrar R.A.S.T, para cumprir com as ameaças, Carlos foi até a casa da família da ex-mulher. Procurou pela ex-companheira, mas como ela não estava no imóvel, golpeou a sogra, I.S.A.A, na região do pescoço usando um estilete.

A idosa sofreu um corte grande e profundo no pescoço. Foi socorrida pela equipe do SAMU e levada para o Hospital Márcio Cunha, onde foi encaminhada ao bloco cirúrgico. Felizmente, I.S.A.A sobreviveu.

Na mesma data da tentativa de homicídio o autor também roubou o aparelho celular da ex-cunhada, Rachel Angela dos Santos de Arimateia, e a trancou em um quarto do imóvel. Pela fresta da porta, a vítima acompanhou o momento em que a mãe era atacada por Carlos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Eu

21 de junho, 2022 | 23:30

“Agora é lidar com a energia negativa q ficará no lugar...o fantasma a assombrar a consciência de quem mata, não importa a situação. Infelizmente vivemos num mundo em q se mata e se morre por dinheiro e coisas sem valor real...e não existe nenhuma solução fácil...”

Eu

21 de junho, 2022 | 23:11

“Conheço essa família. Gente de bem e religiosa, não merecia passar por um terror desses. Que esse monstro jamais volte às ruas.”

Envie seu Comentário