15 de janeiro, de 2022 | 11:10

Turno de 12 horas é aprovado, mas adoção ainda aguarda anúncio da Usiminas

Alex Ferreira
Maioria dos trabalhadores optou pelo turno de 12 horasMaioria dos trabalhadores optou pelo turno de 12 horas
O retorno do turno de 12 horas foi aprovado por 79,05% dos trabalhadores da Usiminas e terceirizadas, em votação online. Agora é necessário aguardar a confirmação da empresa, que definirá quando começará a nova tabela. A votação foi realizada sexta-feira (14) de forma virtual, pelo site do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região (Sindipa).

Atualmente está em vigor o turno de 8 horas, no qual os trabalhadores laboram seis dias seguidos, sendo dois dias em cada horário seguido de dois dias de folga. Porém há uma reivindicação por parte do sindicato para o funcionamento do turno de 12 horas, para oferecer mais segurança para a saúde dos empregados, devido à pandemia de covid-19.

A solicitação foi levada ao Ministério Público do Trabalho (MPT), e conforme audiência realizada com representantes da empresa e sindicato, foi acordado a implantação do turno de 12 horas, por meio de Acordo Emergencial mantendo a tabela de folgas como antes, ou seja, quatro dias trabalhados, seguido de duas folgas, quatro dias trabalhados seguidos de seis dias de folga.

Mas a mudança também precisava da aprovação da maioria dos trabalhadores, e 1.771 votaram pelo site do Sindipa, tendo a maioria, 79,05%, aprovado a mudança, que terá validade de 60 dias após o seu início. Depois desse período, se houver melhora na situação da pandemia, pode haver retorno ao turno de 8 horas por mais 45 dias.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário