07 de janeiro, de 2022 | 14:22

Morre homem baleado em novembro no Industrial, em Santana do Paraíso

Reprodução
Paulo estava hospitalizado desde o dia 23 de novembro do ano passadoPaulo estava hospitalizado desde o dia 23 de novembro do ano passado

Morreu na madrugada desta sexta-feira (6) Paulo Rodrigues de Oliveira, de 50 anos. Ele estava internado no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, desde o dia 23 de novembro do ano passado. Paulo foi atingido com um tiro disparado por um indivíduo que teria alegado que a vítima estaria maltratando umas cabras criadas por este suspeito. O crime ocorreu rua Cléria Ribeiro, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso.

Como divulgou o Diário do Aço na época, o suspeito do crime seria E.P., de 36 anos, que fugiu em uma motocicleta logo após balear a vítima que estava em um lote vago.

Paulo cultivava uma horta no terreno, em frente à casa onde morava. Segundo informações apuradas pela Polícia Militar, E.P. chegou em uma moto Honda Titan de cor cinza, que pertence à esposa dele. Ao desembarcar do veículo, sacou um revólver e disparou um tiro, acertando o abdômen da vítima.

Ao fugir, o suspeito teria dito: “isso é para você aprender a não maltratar minha cabra”. Ele saiu na moto rumo à rua Glicéria de Almeida e depois seguiu em direção a um pesque-pague. A moto foi localizada, dias depois, abandonada em um matagal nas Chácaras Paraíso, em Santana do Paraíso.

Populares socorreram o ferido, encaminhando-o à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Canaã, em Ipatinga. Diante da gravidade do ferimento, ele foi transferido para o Hospital Márcio Cunha, mas não resistiu e morreu na madrugada desta sexta-feira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário