26 de novembro, de 2021 | 10:00

Novos radares já estão em funcionamento no trevo do Parque Caravelas

Tiago Araújo
No trecho da BR-381, no bairro Parque Caravelas, o limite de velocidade dos veículos é de 50 km/h No trecho da BR-381, no bairro Parque Caravelas, o limite de velocidade dos veículos é de 50 km/h

Os novos radares localizados na BR-381, no trevo do bairro Parque Caravelas, em Santana do Paraíso, já estão em funcionamento. Conforme já divulgado pelo Diário do Aço, os aparelhos foram instalados em setembro deste ano. Há mais tempo, radares também começaram a funcionar no distrito de Lagoa do Pau, em Jaguaraçu.

A reportagem do Diário do Aço esteve no local e constatou que os novos radares localizados na BR-381, no Parque Caravelas, já acusam a velocidade dos veículos que passam próximos aos aparelhos. O limite no trecho é de 50 km/h. No site do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o radar no bairro Parque Caravelas consta na lista de equipamentos que estão em funcionamento.

Suspensão dos radares

No dia 15 de agosto de 2019, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinou ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio de despachos publicados no Diário Oficial da União, que suspendesse o uso de radares "estáticos, móveis e portáteis" até que o Ministério da Infraestrutura concluísse a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas.

Equipamentos removidos

Com essa decisão, os equipamentos começaram a ser desligados e, em maio de 2020, foram removidos os radares no trevo do Parque Caravelas. Sem os radares no local, os veículos passaram a transitar em alta velocidade no trecho, que é uma reta com descida no sentido a Governador Valadares. Com isso, foi preciso que fossem instalados dois quebra-molas no local, em outubro de 2020, após o registro de diversos acidentes de trânsito. Já em setembro deste ano, foram colocados de volta os radares no trecho, que já estão funcionando.

Sinalização

Em novembro de 2020, entrou em vigor a Resolução nº 798, publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que prevê que radares fixos ou portáteis deverão ser precedidos de sinalização e não podem ficar escondidos nas vias. Com a resolução, o Contran, órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura, pretende privilegiar o caráter educativo, em vez do meramente punitivo, em suas fiscalizações ostensivas no trânsito.

Regras

A Resolução 798 apresenta regras e critérios técnicos para instalação e uso de radares fixos ou portáteis, de forma a evitar que sejam instalados em locais pouco visíveis. A norma determina que os locais em que houver fiscalização de excesso de velocidade por meio de medidores do tipo fixo sejam precedidos de sinalização, de forma a garantir a segurança viária e informar, aos condutores, a velocidade máxima permitida para o local.

Mudanças

Entre as mudanças implementadas estão também a proibição do uso de equipamentos sem dispositivo registrador de imagem; a restrição do uso do radar do tipo fixo redutor em trechos críticos e de vulnerabilidade de usuários da via, especialmente, pedestres, ciclistas e veículos não motorizados; e a publicação da relação dos trechos e locais aptos a serem fiscalizados nos sites da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Bruno

27 de novembro, 2021 | 09:24

“Estão funcionando de forma incorreta, você passa com uma velocidade e o radar registra uma superior acima do limite pra multar. Passei de 40 e registrou 65!”

Roberto Alves da Silveira

26 de novembro, 2021 | 14:11

“Tem que avisar pras desautoridades da cidade de inhapim.fui multado em 57km sendo que velocímetro marcava 40km,enfim nao e a toa ki a cidade ta em um buraco”

Envie seu Comentário