11 de junho, de 2021 | 21:39

Covid-19: Brasil registra 17,2 milhões de casos e 484,2 mil mortes; recuperados passam de 15,7 milhões

Agência Brasil - Brasília
O total de pessoas que contraíram a covid-19 desde o início da pandemia no Brasil subiu para 17.296.118. Nas últimas 24 horas, houve 85.149 novos ocorrências da doença. Ontem, o painel de informações da pandemia trazia 17.210.969 casos acumulados. O país tem ainda 1.093.290 casos ativos, em acompanhamento.

O número de pessoas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus agora é de 484.235. Entre ontem e hoje, foram confirmados 2.216 novos óbitos. Ontem, o total de mortes decorrentes de complicações relacionadas à covid-19 estava em 482.019.

Ainda há 3.842 falecimentos em investigação. O termo é empregado pelas autoridades de saúde para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada, em Brasília, na noite desta sexta-feira (11). O balanço sistematiza as informações coletadas por secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes. A atualização de hoje não trouxe dados do estado do Ceará.

O número de pessoas que foram infectadas, mas se recuperaram desde o início da pandemia chegou a 15.718.593. Isso corresponde a 90,9% do total dos infectados pelo vírus.

Estados
O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (117.344). Em seguida, vêm Rio de Janeiro (52.638), Minas Gerais (42.589), Rio Grande do Sul (29.484) e Paraná (27.921). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.677), Acre (1.701), Amapá (1.751), Tocantins (2.998) e Alagoas (4.964).

Veja também:
Números da pandemia de covid-19 no Vale do Aço
Decreto estabelece normas para a retomada de eventos e shows em Ipatinga

Como está a vacinação?

Até o momento, foram enviadas a estados e municípios 109,475 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Deste total, foram aplicadas 72,170 milhões de doses, sendo 50,59 milhões da primeira dose e 21,578 milhões da segunda dose.




Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário