21 de novembro, de 2020 | 10:55

Golpistas usam nome de hotel-fazenda para golpes no WhatsApp

Imagem ilustrativa
Os marginais estão utilizando uma falsa promoção para atrair as vítimas e usar o whatsapp delasOs marginais estão utilizando uma falsa promoção para atrair as vítimas e usar o whatsapp delas

Os estelionatários estão a cada dia mais ousados e buscando novas maneiras para aplicar golpes e dar prejuízo às pessoas. Dessa vez, os criminosos montaram um perfil falso de um conhecido hotel-fazenda no Vale do Aço. Para atrair as vítimas, eles prometem sorteio de diárias e, com isso, conseguem enganar os incautos clonando o aplicativo de WhatsApp dos interessados na falsa promoção.

O Diário do Aço apurou que o hotel-fazenda, sediado em Timóteo, já fez uma ocorrência policial para denunciar o perfil falso. Os estelionatários montaram a página no Instagram e prometeram sortear diárias para o estabelecimento com o objetivo de atrair as vítimas.

As pessoas participantes do “falso” concurso recebem mensagens dos golpistas. Eles alegam que o “ganhador” deve repassar um código enviado para o celular da vítima, mas na verdade era o código de ativação do aplicativo de WhatsApp da vítima.

Os marginais conseguem acesso ao perfil no WhatsApp e passam a solicitar dinheiro para os contatos da vítima. É o que aconteceu com uma jovem de 28 anos moradora do bairro Mangueiras, em Coronel Fabriciano, ludibriada pelos criminosos que usaram a tática do sorteio para atraí-la.

Logo em seguida os contatos da jovem receberam mensagens, como se fosse ela, informando que precisava fazer uma transferência bancária com urgência, mas não estava conseguindo devido ao fato de o limite diário ter sido ultrapassado.

Um dos contatos, um cunhado da moça, achou que era a dona do perfil no aplicativo e fez duas transferências no valor de R$ 1,5 mil para a conta na Caixa Econômica Federal em nome de Carlos Eduardo Ferreira. Somente depois é que ele descobriu o golpe em andamento. Os outros contatos foram avisados e o caso registrado pela Polícia Militar.

Dificulte a vida dos bandidos



A polícia alerta que o golpe do WhatsApp pode ser evitado se, ao receber uma mensagem de pedido de dinheiro, supostamente enviada por um amigo ou familiar, a pessoa conferisse a veracidade do pedido.

Há várias formas de atrapalhar a vida dos criminosos. Uma delas é ativação da verificação em duas etapas, que dificulta a clonagem da conta no WhatsApp. Esse procedimento consiste em definir um PIN de 6 dígitos que precisa ser digitado toda vez que o login for feito no aparelho. Para criar o PIN basta entrar Configuração, Conta, Verificação em duas etapas. Insira o PIN que escolher e um endereço de e-mail para recuperar a conta em caso de esquecimento. O PIN jamais deve ser informado a terceiros.

Já publicado:
Já publicado:
Golpe no WhatsApp continua a fazer vítimas no Vale do Aço
Investigados como membros de quadrilha de golpistas são presos em Timóteo
Golpes pelo WhatsApp dão prejuízos na região do Vale do Aço
Homem perde R$ 6.400 no golpe do whatsapp clonado
Idoso transferiu R$ 4.900 em golpe do WhatsApp
Mulher cai no golpe do WhatsApp clonado
Criminosos usam sites falsos aplicam golpes usando nome do TJMG
Morador de Coronel Fabriciano cai no golpe do WhatsApp clonado
Homem é vítima de golpe aplicado via WhatsApp em Ipaba
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário