18 de novembro, de 2020 | 07:12

Primeiro lote da Coronavac deve ser entregue quinta-feira em São Paulo

O Instituto Butantan, em São Paulo, informou que a instituição deverá receber vacinas prontas da China ainda nessa semana, e a matéria-prima para a produção da Coronavac, até o fim de novembro.

O diretor do Butantan, Dimas Covas, informou na terça-feira que a projeção é que sejam produzidas 46 milhões de doses de vacinas até janeiro.

A Coronavac é uma das dez vacinas em desenvolvimento no mundo e uma das três que estão em teste no Brasil.

No caso da Coronavac, a produção é do laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan e está em meio a um embate político entre o governo do Estado de São Paulo e o Governo Federal.

O Ministério da Saúde chegou a anunciar em outubro que compraria 46 milhões de doses da Coronavac. Um dia depois, o presidente Jair Bolsonaro desautorizou publicamente o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e suspendeu a compra.

A partir daí o assunto entrou em uma série de controvérsias partidárias, sem definição.

Antes de ser aplicada na população, a vacina precisará do registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes de ser distribuída e aplicada à população.

O registro sai apenas ao fim dos estudos clínicos realizados em fase três. Atualmente a vacina está na fase final em teste com mais de 10 mil voluntários vacinados.

As fases um e dois foram realizados na China. Na terceira faser os testes vieram para o Brasil porque na época em que foram iniciados era o paóis com o maior índice de contaminação, além da possibilidade de uma rede de pesquisas como o Butantan e universidades.

Questionado sobre a eficácia comprovada, Dimas Covas afirmou que o conjunto de dados aponta para a segurança do produto, baseado no vírus inativado. O Butantan e a Anvisa enviaram técnicos à China para inspeção na unidade que produz a matéria-prima.

Veja também:
Brasil registra 35 mil novos casos de covid-19 em 24 horas
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário