Dois de três investigados por suspeita de homicídio em Inhapim são presos

Reprodução


Carlos Daniel Eleutério de Almeida, o Niel, tinha 17 anos e foi encontrado morto no fim da madrugada de quinta-feira, caído em uma estrada rural

Dois moradores da zona rural de Inhapim foram presos por policiais militares, sob a acusação de envolvimento no assassinato de Carlos Daniel Eleutério de Almeida, o Niel, de 17 anos, encontrado morto com dois tiros em uma estrada de terra que dá acesso ao distrito de Santo Antônio do Alegre, na zona rural de Inhapim. Um terceiro investigado ainda é procurado.

Depois do crime policiais militares iniciaram levantamentos sobre o caso e apuraram que na noite de quarta-feira (12) Niel foi visto na companhia de dois indivíduos em um bar. Um deles, um indivíduo apontado como suspeito de envolvimento no crime.

Foi apurado ainda, que um indivíduo, de 26 anos, teria sido visto nas imediações do local onde ocorreu o assassinato e que ele foi o responsável pelos disparos que ceifaram a vida da vítima.

Imagens de câmeras de segurança na localidade auxiliaram no direcionamento da apuração dos policiais.

Os levantamentos indicam que uma adolescente, de 16 anos, atraiu a vítima para o local do crime, e um amigo dela, de 25 anos, teria guardado a arma usada na execução.

Ambos foram encontrados, a adolescente foi apreendida e o adulto encaminhado para a delegacia de Polícia Civil. Ele não admitiu que tivesse escondido qualquer arma. Um aparelho celular foi apreendido e poderá ser submetido a perícia.

A motivação apurada seria ciúmes, pelo fato de a vítima ter mantido um relacionamento com a menor de idade, romance que não foi adiante.

A arma usada no crime ainda é procurada, assim como é procurado o terceiro envolvido no crime e que seria o autor dos tiros.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO