Arthur Oliveira, o Perninha, é assassinado a tiros em Cachoeira do Vale

Reprodução

Arthur Oliveira Gomes Barbosa, o Perninha, tinha 25 anos

Duas pessoas são investigadas por envolvimento com uma execução no distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo. O crime foi registrado por volta de 21h de quarta-feira, na avenida Belo Horizonte, onde foi assassinado Arthur Oliveira Gomes Barbosa, o Perninha, de 25 anos, conforme apurou o Diário do Aço.

Ele chegou a ser levado para o Hospital Vital Brazil, mas deu entrada já sem vida, com duas perfurações provocadas por disparos de arma de fogo que lhe atingiram o tórax, pescoço, cabeça e braço esquerdo.

O jovem foi encontrado ferido a tiros nos fundos da sua residência, ao lado de uma motocicleta de sua propriedade. O veículo também apresenta duas perfurações provocadas por tiros.

A esposa da vítima informou aos policiais militares que chegou à residência na companhia de Arthur e,
enquanto ele estacionava a moto, viu A.J.R., de 30 anos, com uma arma na mão, que junto a outro indivíduo entrava correndo nas imediações da casa.

Os assassinos foram para os fundos da residência e lá efetuaram os vários tiros que mataram Arhur Oliveira.

Um policial militar, que se encontrava de folga, também informou aos policiais militares que viu o momento em que Arthur chegou em casa em uma motocicleta e entrou para os fundos do imóvel.

Em seguida A.J.R. e D.Q.S., de 24 anos, esse conduzindo um Fiat Uno, parou o veículo e dele desembarcaram dois indivíduos, ambos armados com revólveres. A dupla entrou correndo, aproveitando-se do fato de o portão estar aberto.

Foram escutados oito disparos de arma de fogo e, em seguida, os autores do crime voltaram para o veículo correndo e fugiram pela avenida Belo Horizonte sentido a BR-381. Apesar do cerco policial, os suspeitos não foram localizados.

Um dos suspeitos, de 30 anos, possui passagens por posse ilegal de arma de fogo, homicídio, roubo e disparo de arma de fogo e se encontra solto desde o dia 29 de julho deste.

O segundo suspeito, D.Q.S., de 19 anos, foi apontado como um dos autores de uma tentativa de homicídio a tiros no sábado (8) e encontrava-se foragido desde então.

Os crimes contra a vida em Cachoeira do Vale, o segundo em três dias, são atribuídos pela polícia à rivalidade entre dois grupos criminosos. O caso ainda é investigado e outras informações serão divulgadas posteriormente.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Curto e Franco 14 de agosto, 2020 | 16:57
Nao adianta , esses vagabundos sabem que vao receber ajuda desses advogados de porta de cadeia .
Jaime 13 de agosto, 2020 | 14:27
Veja bem um deles tem varias passagem pela,policia inclusive homicidio solto dia 29 de julho com homicidio e outros crimes ainda foi solto entao e isso ai como sabe que vai ser solto matou outro.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO