Pacientes de Ipatinga representam 42% das internações por covid-19 na cidade

Divulgação


A taxa de ocupação dos leitos disponíveis (120), que chegou a ser de 100% em alguns momentos, atualmente está em 75%, em média. Do total de 90 pacientes internados em leitos Covid-SUS, de UTI e Enfermaria, hoje, pouco mais da metade são da cidade, sendo os demais de outros locais. São 50 munícipes e 40 vêm de diversas cidades. Se fossem considerados apenas os pacientes locais, a taxa de ocupação seria de 42%.

As informações são da Secretaria de Saúde de Ipatinga. Conforme a pasta, “as ações e os investimentos que Ipatinga tem realizado no combate ao novo Coronavírus, desde o início da pandemia, atuando nas mais diversas frentes para frear o avanço da doença, têm surtido resultados significativos”.

Microrregião

O município de Ipatinga é habilitado na Gestão Plena do Sistema Municipal (GPSM) e tem capacidade de ofertar a totalidade dos serviços constantes do primeiro nível de referência com suficiência não só para os seus habitantes mas para a população de outros municípios inseridos na sua microrregião. Dentro desse contexto, levando em conta os pacientes da microrregião de saúde de Ipatinga, que é constituída de 14 municípios, estão internadas atualmente, na cidade, 72 pessoas em leitos de UTI e Enfermaria, o que representa um percentual de ocupação de 60%. Além de Ipatinga, fazem parte da microrregião os municípios de Açucena, Belo Oriente, Braúnas, Bugre, Dom Cavati, Iapu, Ipaba, Joanésia, Mesquita, Naque, Periquito, Santa do Paraíso e São João do Oriente.


Outros internados

Além dos 72 pacientes da microrregião de saúde de Ipatinga, estão internados na rede de saúde local mais 18 doentes, oriundos de outras microrregiões. Apenas este contingente de pessoas representa 20% na taxa de ocupação de leitos. Somente da microrregião de Coronel Fabriciano/Timóteo (com oito municípios), são 11 pacientes. Além destes dois municípios do Vale do Aço, compõem esta microrregião as cidades de Antônio Dias, Córrego Novo, Dionísio, Jaguaraçu, Marliéria e Pingo D’água.

Estão internados ainda em Ipatinga, neste momento, em leitos de Covid-SUS, de UTI e Enfermaria, sete pacientes de outras cidades. Eles vêm das microrregiões de Governador Valadares, Teófilo Otoni e Caratinga.

Resultados

“O município jamais irá fugir de suas responsabilidades, deixando de dar assistência à vida, mas caso Ipatinga não contasse com essas 18 internações de pacientes de outras micro e até macrorregiões de saúde, a taxa de ocupação de leitos estaria em níveis bem mais controlados, propiciando ao município uma zona relativamente confortável para tomadas de decisão. Em relação ao programa ‘Minas Consciente’, por exemplo, já teríamos atingido o estágio de Onda Amarela, saindo da Onda Vermelha, que é de maior restrição. Isso mostra que as medidas adotadas pelo governo municipal até o momento têm surtido efeitos positivos para a saúde pública. Mas o sistema SUS é universal, e nenhum município pode recusar pacientes de outras micro ou macros tendo leitos desocupados. Infelizmente, este fator influencia diretamente nas métricas municipais”, comentou o prefeito Nardyello Rocha.

Já publicado:
Números oficiais do novo coronavírus (covid-19) no Vale do Aço
Quantos são os confirmados, mortos e recuperados nessa segunda-feira?

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO