Cervejaria Backer é alvo de nova operação

MPMG cita a descoberta de novas irregularidades

Divulgação/MPMG


Sede da cervejaria, no bairro Olhos D'água, foi alvo de operação na manhã desta terça-feira

Membros do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e Policiais Civis cumpriram na manhã dessa terça-feira (4) mandados de busca e apreensão na sede da cervejaria Backer, após documentos do Ministério da Agricultura apontarem mais erros no processo produtivo da cerveja.

Conforme nota do MPMG, a operação foi deflagrada depois de análises apontarem novas irregularidades no processo produtivo da Cervejaria Backer.

A sede da empresa, no bairro Olhos D‘Água, em Belo Horizonte, foi o alvo da operação, onde os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão de documentos.

O pedido foi expedido pela Justiça da Vara de Inquérito Policiais de Belo Horizonte, após requerimento da promotora de Justiça e Defesa do Consumidor da área criminal. O objetivo é coletar novas evidências sobre os erros que provocaram a intoxicação de pelo menos 42 pessoas por dietilenoglicol – das quais dez morreram.

Já publicado:
Donos da Backer se livram de acusação de homicídios
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO