Jair Bolsonaro testa positivo para a covid-19

Presidente da República disse estar tomando hidroxicloroquina, embora essa não seja uma recomendação do Ministério da Saúde

Reprodução/TV Brasil


Jair Bolsonaro é o segundo líder latino-americano diagnosticado com covid-19

No início da tarde desta terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro declarou que testou positivo para a covid-19. "Acabou de dar positivo", disse Bolsonaro no Palácio da Alvorada. "Vou seguir o protocolo de isolamento".

Em entrevista a alguns canais de TV, Bolsonaro disse ter ficado sabendo do resultado no fim da manhã de hoje. Ele afirmou ainda que já imaginava ter sido contaminado pelo coronavírus ainda no início da pandemia, em virtude de seu contato frequente com a população. "Como presidente, estou na frente de combate", disse. "A vida continua, e é necessário tomar cuidado com os mais idosos, mas não precisa entrar em pânico". O resultado era aguardado desde ontem conforme já noticiado.

Conforme noticiado pela CNN Brasil, o presidente relatou ter sentido os primeiros sintomas da covid-19 ainda no domingo (5). Ao longo da segunda-feira (6), ele sentiu mal-estar, cansaço, dor muscular e febre. Foi a um hospital em Brasília, onde mediu saturação e fez o teste para detectar o coronavírus. O diagnóstico acabou sendo confirmado.

Por causa dos sintomas, o presidente cancelou uma série de compromissos que teria nesta semana, incluindo uma reunião ministerial. Outras agendas importantes que seriam realizadas nos próximos dias, na companhia de parlamentares, nos estados, também foram canceladas. Entre esses compromissos estava uma viagem à Bahia.

Bolsonaro disse que está com 38°C de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue, e contou que está tomando hidroxicloroquina (embora essa não seja uma recomendação do Ministério da Saúde). Ele foi atendido no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília.

Jair Bolsonaro é o segundo líder latino-americano diagnosticado com covid-19. O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, já teve a doença. Entre os líderes das grandes potências, o premiê britânico, Boris Johnson, já teve a covid-19 e se recuperou, depois de ter sido internado por alguns dias em uma UTI.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Edna 08 de julho, 2020 | 18:39
Deus abençoe o nosso Presidente. Em breve ele estará de volta, firme e forte.
Cristina 08 de julho, 2020 | 07:52
Pelo menos ele terá certeza que não faltará para ele respiradores e outros equipamentos necessários. Pior é o cidadão comum que pela saúde precária do nosso país pode morrer sem chance de lutar.
Todos os governantes que fazem pouco do vírus deveriam ser infectados. Tem pessoas que só acreditam quando sentem na pele.
Leoncio Simoes 07 de julho, 2020 | 18:23
Tranquilo e so tomar cloroquina
I uma gripizinha

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO