21 de maio, de 2020 | 08:00

Homens confessam crime bárbaro em Santana do Alfié

Confissões apontam para um latrocínio, que é o roubo seguido da morte das vítimas

Reprodução
Daniel Apolônio de Oliveira, 63 anos (E) e Genésio Anastácio de Oliveira, de 73, foram brutalmente assassinados na noite de terça para quarta-feira Daniel Apolônio de Oliveira, 63 anos (E) e Genésio Anastácio de Oliveira, de 73, foram brutalmente assassinados na noite de terça para quarta-feira

De um total de quatro nomes listados como autores de um brutal assassinato de dois idosos, que viviam de forma humilde, na área do Bicudo, uma área rural do distrito de Santana do Alfié, em São Domingos do Prata, três foram presos menos de 12 horas depois do crime e confessaram a participação no crime, que chocou os moradores da região.

Um quarto envolvido conseguiu fugir e é procurado. A polícia prendeu também uma jovem de 21 anos, namorada de um dos autores, que ajudava a dois deles na fuga depois do crime. Confissões apontam para um latrocínio, que é o roubo seguido da morte das vítimas.

Os levantamentos da Polícia Militar permitiram que o brutal assassinato dos irmãos, Daniel Apolônio de Oliveira, 63 anos e Genésio Anastácio de Oliveira, de 73, noticiado ontem pelo Diário do Aço fosse desvendado e com isso os envolvidos foram todos descobertos.

Conforme a PM, os criminosos são moradores da mesma área onde o crime foi praticado. De forma fria confessaram que queriam apenas roubar armas da fazenda para praticar roubos de cargas em rodovias.

Na residência atacada havia um terceiro idoso, que na noite de terça-feira saiu logo depois do jantar e foi visitar outro irmão dele. Esse homem escapou da morte por pouco.

José Anselmo informou à PM que no fim da noite, ao retornar para a casa dos dois irmãos, onde iria dormir, ouviu muito barulho vindo do local e percebeu que havia uma quebradeira e pessoas que gritavam.

Temendo pela sua vida, Anselmo disse que ficou quieto, do lado de fora da casa, sem condições de ajudar ao seu irmão de quem ouvia gritos e pedidos de socorro.
Irmãos viviam nessa fazendinha, na área rural do Bicudo, Santana do Alfé, no Prata Irmãos viviam nessa fazendinha, na área rural do Bicudo, Santana do Alfé, no Prata

Após perceber que os agressores tinham ido embora, o idoso entrou na residência e deparou-se com a casa em chamas. Quando a polícia chegou ao local encontrou um morto do lado de fora e outro com o corpo carbonizado entre os escombros. A velha fazendinha não resistiu às chamas e caiu.

Os levantamentos da primeira equipe da Polícia Militar que chegou ao local indicaram a suspeita inicial contra dois moradores da área rural próxima ao local dos fatos. Ambos tinham sido presos recentemente pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

O primeiro suspeito, André Luís de Sena Moreira, de 19 anos, foi preso no distrito de Santana do Alfié na manhã de quarta-feira (19) e, depois de negar participação no crime, acabou confessando seu envolvimento, pois a mulher dele, em conversa com policiais informou que o marido tinha saído de casa à noite na companhia de outros dois homens e só retornou na madrugada seguinte.

Crime planejamento dias antes

André também confirmou que o crime foi planejado nos dias anteriores. Da ação participaram ainda outros três homens, os irmãos Bruno Soares Brandão, de 28 anos e Junio Brandão, de 27, além de Luiz Felipe Jorge da Silva, de 20 anos, que forneceu as armas utilizadas por eles, entre elas uma garrucha de fabricação caseira e outra arma de calibre 36.

Bruno foi encontrado caminhando por uma estrada de terra, na companhia da namorada. Depois do crime ele telefonou para ela, pedindo ajuda em dinheiro, para fugir. Submetido a busca pessoal, teve apreendido em sua cintura um revólver desmuniciado, calibre 32. Bruno afirmou que somente seu irmão, Junio, poderia falar sobre o crime e confessou que o revólver foi subtraído da residência das vítimas assassinadas. A PM confirmou que há havia, em seu desfavor, um mandado de prisão em aberto.

A companheira dele, Daiane Leandra da Silva, de 21 anos, também foi presa, como coautora, do crime, pois ficou esclarecido que ela ajudava no apoio logístico da fuga do namorado e do irmão dele. Ela transportava uma bucha de maconha e R$90 em dinheiro, que havia levado para auxiliar na fuga dos irmãos. Ainda foi apreendida uma mochila, de propriedade da jovem, contendo diversos itens pessoais para ficarem abrigados no mato.
Escombros que sobraram da residência depois do ataque dos criminososEscombros que sobraram da residência depois do ataque dos criminosos


Frieza nos relatos

O primeiro autor preso, André, também confessou que os dois idosos foram assassinados a golpe de facão e foice. Já, Luiz Felipe relatou que, para atrair as vítimas e leva-las a abrir uma das portas, Júnio usou o facão para quebrar as vidraças de um trator que estava estacionado no local.

Quando um dos idosos saiu para verificar o que era, foi surpreendido com coronhadas cabeça. Essa vítima não resistiu e morreu do lado de fora da casa. A segunda vítima foi atingida dentro da residência, depois de intensa discussão com os autores do roubo.

A intenção era roubar armas

Bruno confessou que a intenção do bando era subtrair as armas da propriedade rural a fim de cometerem roubos a caminhões nas rodovias. Disse que foi seu irmão quem matou um dos idosos, em um momento de fúria, no interior da fazenda, e que foi o irmão quem também incendiou a casa após o roubo e os homicídios.

De todos os homens listados como autores do crime, somente um permanece foragido. Os três já presos confessaram a participação no crime. A namorada de um dos autores também confessou que tinha ido ao local para ajudar a dois deles na fuga. O caso foi repassado para a Delegacia de Polícia Civil de São Domingos do Prata.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Justiça

27 de maio, 2020 | 13:38

“Misericórdia. Prisão perpétua para todos. Idosos morando sozinhos e bandidos soltos; um prato cheio para a tragédia. Vamos orar pela família.”

Luzia Delima

26 de maio, 2020 | 09:25

“Bom dia. Pois. Com minha irmã Cecília Maria de Lima aconteceu o mesmo. Assassinada com vários golpes de enxada. Assassino domingos vieira pimenta. Marido da vítima. E nada foi feito até hoje. O sitio e bem perto deste fato aí. Foi em julho de 2018. Fdp foragido com apoio dos filhos e irmãos.”

Eduardo Bananinha

22 de maio, 2020 | 00:21

“Que triste,muito triste isso.
Vamos orar pela família.”

Curto e Franco

21 de maio, 2020 | 23:35

“Que os parentes dessas vitimas tenha sangue na veia e faça justiça com as propias maos , so assim o brasil muda essas leis .”

Renato

21 de maio, 2020 | 22:41

“Misericórdia não sei nem o que dizer para uns demônios desse só Deus pode tirar a vida ae se fosse um parente meu eu comia vivo esses cara”

José Geraldo

21 de maio, 2020 | 17:41

“É preciso ampliar às políticas públicas para que idosos não morem sozinhos em residências longes de vizinhos. Está aumentando muito esses atos de latrocínio com idosos . Por morarem só e acharem que escondem coisas .Isto chama muito atenção dessas pessoas!”

[email protected]

21 de maio, 2020 | 13:16

“Quanta crueldade meu Deus??? Muita convardia eles não merecia eu os conhecia eram pessoas de bem com coração muito bom.Gracas a Deus meu pai não estava lá e foi por pouco não está entre as visitas ????”

Lorena Moreira

21 de maio, 2020 | 11:56

“Infelizmente não vão ficar presos .

Esses indivíduos vem praticando crimes há anos em Alfié .
Varios idodos já saíram de suas casas porque já sofreram assaltos e ameaças ...
Esse caso bárbaro não foi o primeiro ...
Teve outro crime bárbaro de um idoso que foi levado para o mato e torturado com pedaços de pau na costela até morrer ...
ninguém foi punido .

Existe um político forte na cidade , que vai lá e arrumam um jeito de liberar esses criminosos .

Eles sempre tem o apoio desse político ; será que agora , com esse parente dos Mortos sendo da polícia , esses marginais ficarão presos ?

O povo de Alfié está esperando .....”

[email protected]

21 de maio, 2020 | 10:16

“Tomara que apodreça na cadeia eu esqueci nos estamos no Brasil é muito revoltante ????”

Joanas

21 de maio, 2020 | 09:50

“Se eles ficaram presos recentimente por crime porque estava solto? E isso que da . dando previligio pra bandido quem e este juiz irresponsavel que soltaram eles?”

Swat

21 de maio, 2020 | 08:50

“Pena de morte prá eles. De preferência enforcados, porque é mais rápido e barato.”

Envie seu Comentário