Armas e drogas apreendidas com suspeitos de tráfico no Vale do Sol

Entre os detidos está um homem que teria participado em um tiroteio que atingiu uma criança de oito anos

Divulgação Polícia Militar


Os objetos apreendidos pelos policiais militares no cerco realizado no domingo

A prisão de um homem de 31 anos e a apreensão de armas de fogo e drogas possibilitou a localização de revólver usado em um tiroteio no fim do mês passado. O entrevero entre dois grupos rivais ocorreu na rua Graúnas, no Vale do Sol, aglomerado urbano do bairro Vila Celeste. Na ocasião, uma menina de oito anos foi ferida no braço esquerdo por uma bala perdida.

As equipes sob o comando do tenente Lindomar cercaram, na noite de domingo (17), uma casa na rua Graúnas que, segundo denúncias, seria utilizada para o tráfico de drogas. À frente do crime estava G.G.S., de 31 anos, que apesar de morar nas proximidades em outra rua, usava o imóvel de C.R.C., de 54 anos, para despistar a polícia e guardar o material ilícito.

Os policiais viram o momento que o suspeito foi em direção ao imóvel levando uma sacola nas mãos. Assim que o suspeito retornou ele foi parado, mas seu colega, J.J.R., de 37 anos, viu a chegada dos PMs e saiu correndo para os fundos e tentou escapar pulando um muro. Ele foi alcançado pelos militares e detido. Em seu poder estava a sacola vista antes com G.G. e aprendidas 18 buchas de maconha, 26 pedras de crack e duas porções de cocaína, além da quantia de R$ 1.005.

Cerco à residência

As equipes passaram por uma trilha, que daria acesso à rua Curió, onde depararam com C.R. e seus dois filhos, P.O.C., de 24, e C.R.C.J., de 26 anos. Os três entraram em uma casa, na rua Graúnas, mas foram abordados pelos policiais. O proprietário da residência, C.R.C., acabou confessando ter objetos ilícitos no local, mas não disse quem deixou o material.

Nas buscas realizadas na casa de C.R., debaixo de um travesseiro foram localizados um revólver calibre 38 com cinco cartuchos picotados (falharam no disparo) e um intacto, além de uma pequena barra de maconha e uma balança eletrônica.

Sobre um tambor, no quintal, foram apreendidas uma espingarda de calibre não definido e uma porção de maconha. O cão farejador de drogas foi utilizado e localizadas pedras de crack no terreno.

O tenente Lindomar disse ao Diário do Aço que o revólver calibre 38 pode ter sido o utilizado no tiroteio ocorrido no último dia 30 de abril passado, no Vale do Sol, quando saiu ferida uma menina de oito anos de idade, atingida no braço esquerdo por uma bala perdida. A vítima foi socorrida e levada para o hospital sem perigo de vida.

No dia dos fatos, dois menores infratores foram apreendidos com um revólver e G. chegou a ser denunciado como um dos autores da troca de tiros, mas ele não foi localizado à época. Todos os suspeitos detidos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil com o material apreendido na operação policial.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO