Procon de Ipatinga orienta sobre como agir em caso de preços abusivos

O Procon também orienta sobre os direitos do consumidor

Divulgação


Estabelecimentos comerciais estão inflando preços de produtos essenciais à prevenção o novo coronavírus

O Procon de Ipatinga, órgão ligado à Secretaria de Segurança e Convivência Cidadã (Sescon), expediu nota nesta quinta-feira (19) orientando os consumidores sobre como proceder diante de eventuais abusos identificados na precificação de produtos de prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19), como álcool em gel, máscaras e luvas, no âmbito do município.

A repartição recebeu diversos telefonemas nos últimos dias, alguns deles com denúncias concretas, relatando o inflacionamento abusivo na venda dos produtos citados. Em função desta situação, os seguintes esclarecimentos se fazem necessários: o consumidor poderá fazer contato com o Procon, para que o órgão apure os fatos e a atitude dos estabelecimentos comerciais em majorarem os preços destes produtos essenciais é expressamente vedada pelo Código de Defesa do Consumidor.

Contratos

O Procon também orienta sobre os direitos do consumidor em face da eventual suspensão das atividades educacionais por escolas, creches, faculdades, cursos de idiomas, cursos técnicos profissionalizantes, academias de ginástica e outros cursos livres.

Diferente de serviços como viagens, hotéis e eventos, por exemplo, que se enquadram como eventuais e temporários, estes serviços se caracterizam como contratos de trato sucessivo (de natureza contínua e renovável), de modo a permitir, inclusive, a possibilidade de compensação futura de eventual aula suprimida neste momento.
Outra opção é que se faça aulas on-line, neste caso, não há quebra de contrato.

Já publicado

Procon de Timóteo verifica prática abusiva de preços
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Ruberval Quaresma 24 de Março, 2020 | 22:52
Realmente, hoje fui fazer compras e vi que teve alta em quase em todos os produtos..frango congelado estava menos d $12 , hoje $14, infelizmente

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO