Suspeito de roubos de motos é executado a tiros em Timóteo

Jovem escapou da PM em um cerco policial que resultou em homem ferido com tiro da polícia

Enviado para o Portal Diário do Aço / Reprodução


Lucas Henrique foi assassinado a tiros no bairro Bela Vista, em Timóteo

Lucas Henrique Alves, o Testa, de 21 anos, foi executado a tiros na rua Mesquita, no bairro Bela Vista, em Timóteo. Ele era suspeito de roubar duas motocicletas na região e conseguiu fugir durante cerco policial no bairro Nova Esperança (Porto do Bote), onde uma pessoa saiu ferida com um tiro na perna, disparado por um policial ao revidar uma ameaça de Lucas que fugiu com uma arma na mão.

Já na noite de sexta-feira (14), policiais militares foram acionados por moradores do bairro Bela Vista, que escutaram disparos de arma de fogo. No fim da rua Mesquita, em um trecho sem asfalto foi localizado o corpo de Lucas, sem sinais vitais.

O jovem tinha perfurações de tiros na cabeça, pescoço, no braço esquerdo, tórax, coxa direita, totalizando dez entradas e saídas de projéteis.

O local foi isolado para o trabalho da perícia da Polícia Civil que, depois das verificações na cena do crime, autorizou a remoção do corpo para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga. Foram recolhidos cartuchos de calibre 22, um celular da vítima, uma touca preta e parte de um cordão.

Os policiais apuraram que Lucas morava há dois dias com a namorada, no bairro Bela Vista, depois de se mudar do distrito de Cachoeira do Vale. Pouco antes de ser morto, por volta das 19h, um carro não identificado parou próximo da residência e dois indivíduos conversaram com Lucas. Um dos desconhecidos alertou que o jovem teria cerca de 20 minutos para fugir da cidade.

A vítima voltou para a casa e juntou os seus pertences em uma mochila, inclusive, já teria adquirido uma passagem de ônibus para sair da cidade. Ele telefonou para um mototaxista levá-lo até a rodoviária, mas o assassino chegou primeiro e chamou "Testa" na casa. Assim que ele foi ver quem seria, acabou surpreendido com os disparos, já na rua.

Uma testemunha informou que o autor dos tiros usou uma arma de cano longo, com a aparência de uma espingarda de dois canos. O assassino saiu correndo em direção ao bairro Ana Rita e desapareceu. Uma ligação anônima via 190 indicou o nome de uma pessoa suspeita pelo crime, mas ela não foi localizada. As buscas continuam para a elucidação e a motivação do homicídio.
Reprodução vídeo


Lucas flagrado por câmeras de segurança ao contratar uma corrida de mototáxi, em Ipatinga


Roubos de motos

No dia 5 de fevereiro Lucas Henrique foi filmado por câmeras de segurança no Centro de Ipatinga ao contratar a corrida de um mototaxista até o bairro Alegre, em Timóteo.

Durante a viagem, já chegando em um acesso improvisado do Contorno Rodoviário da BR-381, no bairro Santa Terezinha, ele e outra pessoa anunciaram o roubo e levaram uma moto Yamaha Crosser da vítima.

Antes deste caso, no dia 19 de janeiro, ele também era suspeito de assaltar um outro mototaxista. Ele contratou o serviço de um profissional em Coronel Fabriciano até o bairro Santa Rita, no distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo. Chegando próximo ao destino, ele e outra pessoa agrediram a vítima para roubar a moto, curiosamente, outra Yamaha Crosser.

Cerco e fuga

A última ocorrência envolvendo Lucas foi na tarde do dia 7 deste mês na rua Beta, região conhecida como “Porto do Bote”, no bairro Nova Esperança, acesso para o Contorno Rodoviário da BR-381. Ele foi visto em companhia de N.G.P., de 37 anos, que acabou baleado na perna durante a tentativa da PM em prender Lucas.

Os dois foram vistos entrando em um beco na rua Ômega, mas Lucas estaria armado e teria apontado tal arma para um PM, que para se defender, disparou uma pistola. O tiro atingiu a perna de N.G. que se encontrava próximo ao jovem procurado pelos roubos.

Lucas conseguiu fugir do cerco policial naquele dia aproveitando-se que os policiais providenciavam socorro para o ferido que estava com um mandado de prisão expedido pela Justiça e acabou encarcerado depois de ser liberado do atendimento médico.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jovem Aprendiz 15 de fevereiro, 2020 | 19:16
Teve chance de se arrepender, mas preferiu continuar no mundo do crime. Tantos roubos, tantas dores causadas e agora ele teve o seu fim.
Luiz Fernando. 15 de fevereiro, 2020 | 08:27
Ai sr Leoncio não adianta as pessoas ficarem com dó dos pais ...se nem o proprio vagabundo tem..outro detalhe esse peste ai não tem pai nem mãe ..a MÃE adoeceu e morreu de tanto desgosto por causa desse inseto...ela não aguentou de tanto desgosto....pois ela era uma pessoa honesta e trabalhadora..
Leoncio Simoesl 15 de fevereiro, 2020 | 05:04
Este e o caminho de quem escolhe esta vida.
Tenho pena do pai,I da mae.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO