O retorno de uma mãe ao trabalho

Layane Óliver *


Fiquei com muito medo de voltar a trabalhar depois da licença maternidade. Nós, mães, ficamos conectadas com nossos filhos durante toda a gestação. Quando eles nascem e aí, do nada, temos que deixá-los por horas para voltar a trabalhar.

O sentimento de culpa tomou conta de mim e, para piorar (como sempre), vieram os palpites: “Vai voltar a trabalhar com ele desse tamanho?”,

“Tadinho vai sentir sua falta”, “você trabalha muito, como vai dar conta de olhar ele?”.

Juro que a vontade era de xingar todo mundo, mas eu estava tão preocupada em voltar a trabalhar que não consegui falar nada.

Lembro-me que chorei um mês antes (não é exagero) e no dia de voltar meu coração doeu. Quem não é mãe pode achar que isso é bobeira, que são “só umas horinhas”, mas não são.

No trabalho, quando o leite escorria no peito, era sinal que meu filho estava com fome e não ia ter o leitinho da mamãe. Ah, como foram difíceis os primeiros dias!

Mas com o tempo percebi que voltar a trabalhar estava me fazendo bem também. Eu tomava banho na hora certa, podia colocar salto alto e brincos grandes, almoçava com calma, conversava com meu colegas sobre outras coisas além da maternidade, finalmente tinha um tempo para mim.

As pessoas querem impor a ideia de que uma mãe não deve voltar a trabalhar depois da maternidade, criando um sentimento de culpa ainda maior na gente.

Será que acham que não somos capazes? Quantas mães são demitidas após a licença-maternidade? Quantas querem se recolocar no mercado de trabalho e não conseguem? Várias!

Essa ideia errada tem que acabar. Somos tão boas profissionais ou até melhor, do que éramos antes da maternidade. Voltar a trabalhar me fez muito bem, me senti valorizada como pessoa e mulher. E quando eu chegava em casa, recebia o melhor presente da vida. Um sorriso vazio, um abraço apertado e muito amor.

* Jornalista, mãe. Acompanhe no insta instagram.com/layanejornalista

Leia também:
Mãe, você vai sentir saudade

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO