Obras da MG-760 devem ser retomadas ainda neste semestre

Alex Ferreira


Estão previstos R$ 128 milhões para a finalização das obras

As obras da MG-760 serão retomadas nos próximos meses com recursos do Programa de Recuperação e Diversificação da Economia Regional da Fundação Renova, conforme divulgado nesta sexta-feira (7) pelo deputado estadual Celinho do Sinttrocel. Segundo ele, a informação foi dada durante a realização da 45ª Reunião Ordinária do Comitê Interfederativo do Rio Doce (CIF), em Belo Horizonte, evento que contou com a presença do Governador Romeu Zema.

O parlamentar celebrou a notícia. “Os relatos que recebi dão conta de que a ordem de serviço para a retomada das obras será dada até o final de março e que no primeiro semestre deste ano serão investidos R$ 11 milhões, e que até o fim de 2020 serão R$ 60 milhões, com a conclusão prevista para outubro de 2021”, contou Celinho, ressaltando que o Comitê chamou para si a responsabilidade de colocar um fim na novela da pavimentação da MG-760 e da Estrada Parque Dom Helvécio, que receberão os recursos da Fundação Renova. Estão previstos R$ 128 milhões para a finalização das obras.

Celinho comunicou ainda que para a Estrada Parque Dom Helvécio, que faz a ligação entre Marliéria e o Parque Estadual do Rio Doce, foram liberados R$ 12 milhões, e a pavimentação dos 7 quilômetros que faltam será iniciada ainda este ano.

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG) será o órgão responsável pelas obras e os recursos para a execução serão depositados no caixa do Estado pela Fundação Renova.
Vander Castro


Conforme o deputado estadual Celinho do Sinttrocel, estão previstos R$ 128 milhões para a finalização das obras

O deputado explica que o Comitê Interfederativo do Rio Doce foi criado em reposta ao rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em Mariana, em 2015 e tem como função orientar e validar os atos da Fundação Renova para executar medidas de recuperação dos danos provocados pelo desastre.

Celinho aproveitou ainda para destacar o trabalho da Agenda de Convergência do Vale do Aço neste processo, assim como a união das forças políticas, incluindo parlamentares, prefeitos e a população de todas as cidades que serão beneficiadas pela conclusão destas obras. “Valeu a luta, que já se estende por anos. Mas finalmente, e acredito muito nisso, vamos ter a tão sonhada pavimentação da MG-760 e também da Estrada Parque”, comemorou.


Já publicado:
Canteiro de obras da MG-760 é desmontado
Obra da MG-760 ainda sem previsão de retorno
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jovem Aprendiz 08 de fevereiro, 2020 | 16:25
Só acredito no Celinho, depois que a pavimentação até a BR 262 estiver concluída.
Ze de Minas 08 de fevereiro, 2020 | 13:25
Porque sempre tem que ter um político envolvido nestas obras que é de responsabilidade do governo? O cara nem sabe o cara ouviu a promessa e vem na imprensa divulgar,é a mesma maracutaia de sempre.A obra da ponte que liga Fabriciano a Timoteo saiu rápido porque não houve propina e o Estado assumiu a obra junto com as prefeituras,e o mesmo cara se vangloriado. É brincadeira .....
Marcos Souza 08 de fevereiro, 2020 | 11:06
Podem falar o que quiser, mas o político que mais tem se empenhado para que essa obra aconteça é o Deputado Estadual Celinho do Sintrocel, essa ponte que foi reformada aqui entre Fabriciano e Timóteo ele também nunca deixou de correr atrás, pena que na inauguração outros políticos tentam roubar a cena, mas temos que reconhecer o esforço do deputado.
Petrus Barcelos 08 de fevereiro, 2020 | 08:34
Mesma ladainha de sempre vindo da mesma pessoa de sempre...
Barrabas 07 de fevereiro, 2020 | 20:08
Esta novela deste estrada que nunca sai do papel esta noticia e verdadeira ou fala porque tem eleicao este ano. E a obra do aeroporto parou de falar .ou esta esperando aproximar a eleicao pra fazer alguma falsa promessa.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO